Na manhã desta quinta-feira, 13, o vereador do PCdoB, Evaldo Lima, utilizou a tribuna do Legislativo Municipal para registrar os 50 anos do Ato Inconstitucional número 5, acontecimento histórico que o parlamentar chamou de “Golpe dentro do Golpe, do fechamento total da Ditadura no Brasil”.

Evaldo em seu discurso fez uma breve lembrança do que significou o ato e quais as consequências dele para o país. Para o parlamentar, o AI-5 marcou o início do período mais duro da ditadura militar (1964-1985), editado pelo então presidente Arthur da Costa e Silva, onde ele deu ao regime uma série de poderes para reprimir seus opositores como o fechamento do Congresso Nacional e outros legislativos, cassou mandatos eletivos, suspendeu por dez anos os direitos políticos de qualquer cidadão, interveio em Estados e municípios, decretou confisco de bens por enriquecimento ilícito e suspendeu o direito de habeas corpus para crimes políticos.

“Acho importante fazer esse registro aqui na Câmara Municipal de Fortaleza para que todos tenham a dimensão da importância da democracia”, frisou o vereador.

Foto: André Lima