A Câmara Municipal de Fortaleza participou na manhã desta sexta-feira, 29, da assinatura da ordem de serviço para a ampliação do Sistema de Esgotamento Sanitário do Conjunto São Cristóvão. A obra, no valor de R$ 13, 7 milhões, faz parte do programa Juntos Por Fortaleza, uma parceria entre o Governo do Estado e Prefeitura de Fortaleza. Na ocasião, o Legislativo foi representado pelo presidente Antônio Henrique (PDT) e os vereadores Ronivaldo (PT) e José Freire (Patriota).

O presidente Antônio Henrique destacou a importância da obra para a comunidade e ressaltou o papel do Legislativo de acompanhar e fiscalizar as ações do Executivo. “Nós como representantes do povo, queremos dividir essa alegria com a comunidade, até porque temos cobrado para o bairro e para todas as áreas de Fortaleza, as melhorias que o povo precisa. Aqui eles estão recebendo uma obra que não é somente de esgotamento sanitário, mas também de saúde pois irá trazer maior qualidade de vida aos moradores e diminuir os índices de doenças. Então quero aqui em nome da Câmara dizer que essa iniciativa é fundamental para a população e deixar os parabéns ao prefeito e ao governador por atender a comunidade que há anos reivindica essa melhoria”, pontuou.

De acordo com o governador Camilo Santana serão implantados no bairro cerca de 21 quilômetros de rede coletora, com recursos do Tesouro do Estado na ordem de R$ 13,7 milhões. A obra prevê também a execução de 1.420 ligações intra domiciliares e 5.670 ligações prediais de esgoto, além de melhorias na estação de tratamento de esgoto existente e a implementação de uma nova elevatória para bombear os efluentes. A obra beneficiará cerca de 27 mil pessoas e a previsão de término dos trabalhos é maio do próximo ano.

O gestor também garantiu, após a conclusão da obra, a urbanização das vias que receberão a rede coletora. “Nós somos a quinta maior capital do Brasil, e há uma série de demandas reprimidas, pois investir em saneamento requer um volume de recurso grande. Aqui era uma reivindicação antiga da comunidade. O sistema que funciona hoje é condominial e já não comporta mais o crescimento do bairro e da população. Investir em saneamento é investir em saúde, qualidade de vida, e nós vamos garantir também toda a urbanização e pavimentação das ruas que forem afetadas pela obra”, afirmou o governador.

Para o prefeito Roberto Cláudio, o investimento no saneamento reflete também na saúde e na qualidade de vida da população. “Nós sabemos que a água contaminada correndo na porta das casas é uma causa objetiva de doenças gastrointestinais, doenças respiratórias que atingem a comunidade, e principalmente a primeira infância. Aqui é uma ação de infraestrutura mas que na verdade vai garantir a redução de óbitos infantis, e diminuir os índices das doenças. Além de garantir maior qualidade de vida para os moradores pois vai melhorar o acesso, com a pavimentação e urbanização da região. Então é uma obra que tem um impacto social muito significativo”, destacou o prefeito.

A líder comunitária Antônia Socorro, que há 37 anos luta pelo grande Jangurussu, ressaltou que a obra é um pedido antigo da comunidade. “Estou muito feliz e agradecida ao prefeito e ao governador, pois aqui as pessoas vivem em condições sub-humanas. Muitas morrem com doenças hepáticas, meningite, dengue, leptospirose, hanseníase e na época do inverno a situação piora com as chuvas. Então estou muito satisfeita por essa obra”, declarou.

Em nome da comunidade, Luís Antônio agradeceu aos gestores por atenderam uma demanda antiga do bairro. “Hoje nós estamos comemorando 25 anos de luta por melhorias para a comunidade e para que esse momento chegasse. Então a gente agradece por essa grande obra que vai mudar a vida de todos moradores.”

Na ocasião também estavam presentes os deputados estaduais; Fernando Hugo (PP) e Elmano de Freitas (PT), o secretário de cidades, Zezinho Albuquerque, o secretário de Meio Ambiente, Arthur Bruno, o diretor-presidente da Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece), Neuri Freitas, outras autoridades e diversas lideranças comunitárias.