Em comemoração ao Dia Internacional da Síndrome de Down, a Câmara Municipal de Fortaleza realizou nesta quinta-feira (21) sessão solene em atendimento ao requerimento 003/2019 do vereador Plácido Filho (PSDB). A sessão foi presidida por Plácido, no ato representando o presidente da CMFor, vereador Antônio Henrique (PDT). A mesa solene foi composta por: Ana Wládia Feitosa, vice-presidente OAB-CE; José Landim Macedo Ferraz, presidente da Associação Fortaleza Down; Maurício da Silva Lima, presidente da ProDown Ceará; João Manuel Nunes da Silva, Associação Inclusiva de Fortaleza; Hélder Pinheiro, psicólogo e membro da Associação Fortaleza Down; João Eduardo Brasil, representando o Empoderamento Down.

Em sua saudação aos presentes, o vereador Plácido Filho disse que todas as pessoas presentes ao evento se identificam com a causa e são verdadeiros guerreiros em uma sociedade que ainda não entende que todos são diferentes. “Aqui na Câmara temos uma prova viva de convívio com as diferença, pois nós como vereadores de oposição quando chegam projetos aqui tentamos melhorá-los e os vereadores de situação muitas vezes acatam. A algum tempo venho me aproximando desse movimento Down. Existe um Plácido antes e um Plácido depois de conviver com essas pessoas maravilhosas. Aprendi mais do que ensinei. É de um aprendizado tão grande que dinheiro nenhum paga, sem falar da forma amorosa como eles vivem”, refletiu.

“Essa data especial é de vocês! Gostaria de finalizar dando meu apoio. Meu gabinete e essa casa estão de braços abertos para receber as reivindicações e o amor que vem de vocês. Queremos ter outros momentos como esse, de vitória. Além de comemorar quero consolidar nossa parceria por uma sociedade mais humana,” pontuou.

Ele afirmou que para demonstrar sua preocupação, decidiu realizar uma sessão solene diferente das demais. “Fomos atrás dos valores das pessoas importantes para mostrar à toda nossa sociedade que quem tem síndrome de Down deve ser recebido com muito amor e muito carinho indistintamente. Descobrimos, nessa caminhada, um rapaz que tem síndrome de Down, que está no Panamá representando o Brasil num campeonato de Karatê. Apresentamos o jovem Norton, que dança, tango e forró e é um artista plástico de mãos cheia. Conhecemos o Joaquim, que é modelo e tem mais de 60 mil seguidores no Instagram. Alice Ester, que é miss e fomos ao Colégio Master, onde todos gostam do Marcelo, além de ser um excelente funcionário é um artista, toca piano como ninguém. Estamos mostrando que as pessoas que tem síndrome de Down têm valor, são gente e iguais a todos nós, É só abri o coração e a porta para elas”, abordou.

O vereador abriu a fala para as pessoas da mesa. A primeira a falar foi a vice-presidente da OAB-Ceará Ana Wládia, que citou o estudo que fez sobre a síndrome de Down para a elaboração de sua tese. Ela falou sobre o Estatuto da Pessoa com Deficiência. “Têm pessoas que mesmo com deficiência vivem uma vida de superação. Queremos que essa lei se torne conhecida e todos se tornem sensíveis, só dessa forma que os direitos das pessoas vão sair do papel através de uma mudança cultural”, argumentou.

Falaram, ainda, José Landim Ferraz, da Associação Fortaleza Down; Hélder Pinheiro, do Fortaleza Down; Mauricio da Silva Lima, Pró Down Ceará, João Eduardo Brasil do Empoderamento Down. Após as falas dos presentes, o vereador Plácido Filho deu início as homenagens programadas para a noite com a entrega de certificado de participação: Marcelo José Batista Lemos, inspetor do Colégio Master e Músico; Norton Inácio Lima, artista plástico; Joaquim Wenceslau Beça Jorge, digital influencer com mais de 60 mil seguidores no instagram; Francisco Itamar Coelho Júnior, que está no Panamá disputando um campeonato de Karatê e foi representado por sua irmã Mara; Francisca Lourdes Ester dos Santos Cunha, miss Fortaleza.

Foto: Érika Fonseca