Vereadores pedem reforço na frota de ônibus para redução do tempo de espera

15/05/2024 - Câmara Municipal de Fortaleza

Os vereadores também discutiram sobre políticas de habitação, meio ambiente e valorização da profissão do Assistente Social.

Em pronunciamento durante o Pequeno Expediente, na manhã desta quarta-feira, 15, os vereadores discutiram sobre políticas de habitação, meio ambiente, valorização da profissão do Assistente Social, além de melhorias no transporte Público como falaram os vereadores Luciano Girão (PDT) e Danilo Lopes (PSD), destacando a importância de reforçar a frota de ônibus da capital.

Danilo Lopes sugeriu que a Câmara Municipal discuta melhorias no serviço de transporte público. Ele relata que os usuários têm reclamado do tempo de espera e diminuição da frota.

Dr. Luciano Girão informou que o prefeito José Sarto (PDT) irá se reunir hoje à tarde com o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Ceará (Sindiônibus) para cobrar melhorias no serviço, e espera que até o final do dia mais veículos reforcem as linhas de ônibus.

O vereador Bruno Mesquita (PSD) lamentou o caso da criança autista que sofreu abuso durante sessão de terapia. O parlamentar afirma que o ocorrido gerou muita comoção e revolta entre pais e mães de crianças atípicas. O caso aconteceu em Bela Cruz, no interior do Ceará. O acusado foi condenado a 15 anos de prisão, mas responde em liberdade.

A vereadora do PSOL, Adriana Nossa Cara, celebrou na tribuna da Câmara, o Dia do Assistente Social. Na ocasião, a parlamentar ressaltou a importância da categoria para o fortalecimento de políticas públicas em diversas áreas, lembrando que os profissionais continuam lutando pelo cumprimento da Lei nº 13.935, em vigor desde o final de 2019, que determina a contratação de psicólogos e assistentes sociais para atuarem nas escolas.

Vereador Ronivaldo Maia (PSD) solicitou mais ações da política habitacional. Para o vereador é necessário uma agenda ambiental e políticas habitacionais concretas, principalmente para a remoção de famílias desapropriadas para lugares mais seguros. Ainda em seu pronunciamento, ele fez uma reflexão sobre os acontecimentos no Rio Grande do Sul, destacando que os município devem levar em consideração os problemas mundiais com o clima e aquecimento global.

Os vereadores Gabriel Aguiar (PSOL) e Adail Júnior (PDT) debateram sobre o terreno que está sendo preparado para a realização do Fortal, localizado próximo ao Aeroporto de Fortaleza. 

Gabriel afirma o desmatamento de 20 hectares de floresta, que estão em área de mata atlântica, prejudicará a biodiversidade e animais silvestres, além da apontar irregularidade, já que a área é protegida pela Lei da Mata Atlântica.

Já o vereador Adail Júnior questionou o parlamentar sobre o que está fazendo o Governo do Estado, por meio da Semace, já que o órgão não obstruiu a limpeza do terreno.

Foto: Érika Fonseca