Vereadores apreciam projeto que cria vagas na rede municipal de saúde

22/02/2024 - Anna Regadas

A proposição ainda prevê a manutenção dos contratos vigentes dos profissionais, permitindo a continuidade dos serviços essenciais de saúde prestados aos fortalezenses.

Com o objetivo de garantir a prestação de serviços essenciais de saúde da rede municipal para a população fortalezense, a Câmara Municipal de Fortaleza, iniciou nesta quinta-feira, 22, a apreciação do projeto de lei complementar 02/2024, de iniciativa do prefeito em exercício, Gardel Rolim (PDT).

O projeto, que tramita em regime de urgência, foi aprovado mais cedo nas Comissões, e encaminhado logo em seguida para a apreciação dos vereadores no Plenário. A matéria foi lida em sessão extraordinária e como tinha emenda retornou às Comissões. O projeto deverá ser apreciado em discussão única e redação final.

A medida prorroga em caráter excepcional, os contratos temporários vigentes, que não contenham cadastro de reserva, decorrentes de processos de seleções públicas realizados pela Secretaria Municipal de Saúde, e garante a contratação por tempo determinado de profissionais da saúde de nível médio, superior e médico para desempenho de funções na rede municipal de saúde.

O projeto tem como objetivo o preenchimento de carência até a conclusão do concurso público, que prevê 2.241 vagas para profissionais da saúde em diversas áreas na Fundação de Apoio à Gestão Integrada em Saúde de Fortaleza (Fagifor).

“Como prefeito em exercício de Fortaleza, assinei um projeto de lei complementar que trata da prorrogação, por doze meses, da seleção pública para profissionais de saúde, devido ao aumento na demanda decorrente da abertura de novos equipamentos na cidade, como o Frotinha de Messejana”, afirmou Gardel Rolim.

Segundo Gardel, a seleção permanecerá aberta até a realização do próximo concurso público, anunciado pelo prefeito Sarto, que prevê 2.241 vagas para os profissionais de saúde em diversas áreas. “Este é o compromisso da gestão da Prefeitura Municipal de Fortaleza, que segue firme na construção de uma saúde pública cada vez melhor”, ressaltou.

Foto: Érika Fonseca