Câmara suspende sessão em virtude do falecimento do ex-vereador Paulo Diógenes

15/02/2024 - Anna Regadas

As últimas homenagens ao ex-vereador Paulo Diógenes podem ser prestadas às 16h, no Cemitério Jardim Metropolitano.

A Câmara Municipal de Fortaleza decretou luto oficial de três dias e suspendeu a sessão ordinária desta quinta-feira, 15 de fevereiro, em virtude do falecimento na tarde de ontem, 14, do ex-vereador e comediante Paulo Diógenes, vítima de uma pneumonia.

O presidente da Câmara Municipal, vereador Gardel Rolim (PDT), manifestou pesar e prestou condolências aos familiares e amigos de Paulo Diógenes.

“É com profundo pesar que comunicamos o falecimento do ex-vereador e humorista Paulo Osmar dos Santos Diógenes. Decreto o luto oficial legislativo de três dias e levantaremos a sessão em respeito aos familiares e amigos do ex colega vereador Paulo Diógenes para que possam prestar as últimas homenagens”, afirmou.

O velório está sendo realizado desde às 5h da manhã na sala Saudade da funerária Ternura (Padre Valdevino, 2255) e a missa de corpo presente está marcada para às 14h30. O enterro acontece no Cemitério Jardim Metropolitano, às 16h.

Sobre Paulinho Diógenes

Filho de Sueli dos Santos e Osmar Maia Diógenes, Paulo Osmar dos Santos Diógenes, nasceu em 1961 no Rio de Janeiro, mas aos seis meses de idade mudou-se para o Ceará.

Cursou Comunicação Social na Universidade Federal do Ceará (UFC) e por volta de 1978 deu os primeiros passos na carreira de humor.

O sucesso veio com a personagem Raimundinha, uma caricatura da mulher suburbana, que usava uma peruca loira grande, roupas e maquiagens coloridas, falava alto, mas não se rendia e ia sempre à luta.

Paulo espalhou riso em inúmeras casas de show, teatro e nos principais programas da televisão brasileira, eternizando a personagem “Raimundinha” e deixando um legado no humor cearense.

Política

Seguindo os passos do pai, ex-deputado estadual Osmar Diógenes, que chegou a exercer quatro mandatos na Assembleia Legislativa do Ceará (Alece), Paulo Diógenes se candidatou a vereador de Fortaleza pelo Partido Social Democrático (PSD), em 2012. Foi eleito com 3.858 votos e exerceu mandato no Legislativo até 2016.

Como parlamentar, teve uma importante atuação nas causas da cultura, enfrentamento às drogas, nos direitos humanos e em pautas relacionadas aos movimentos LGBTQIAP+.

Entre 2017 e 2019, assumiu o cargo de coordenador de Políticas Públicas para a Diversidade Sexual da Secretaria de Cidadania e Direitos Humanos da capital cearense.

Foto: Érika Fonseca