Confira o Pequeno Expediente desta quarta-feira (7)

07/02/2024 - Ana Clara Cabral

A matéria legislativa segue tramitando na Câmara Municipal

No Pequeno Expediente da sessão ordinária desta quarta-feira (7), vereadores da Câmara Municipal de Fortaleza se manifestaram a favor do reajuste salarial para o magistério do Município de Fortaleza. O Projeto de Lei Ordinária nº 26 de 2024, enviada hoje à Casa do Povo pelo Executivo, busca garantir esse direito aos profissionais da Educação.

O vereador Ronivaldo enfatizou a importância do projeto que trata do reajuste para os professores: “e quando coloco isso, me movo pelo reconhecimento da Casa. Recebemos a presença de homens e mulheres servidores públicos que servem em uma das políticas públicas mais importantes, que é a Educação. A Câmara teve a oportunidade de ouvi-los, recebê-los e estabelecer uma boa mediação com o governo municipal”. Por fim, ele declarou: “sabemos da importância e do tempo. Precisamos que a matéria ande com brevidade”.

Professora Adriana Almeida (PT), parabenizou a luta dos professores pela mobilização: “por não deixar ninguém para trás e tentar garantir todos os direitos para melhorar a educação do nosso Município”, disse Adriana Almeira (PT). Na ocasião, a vereadora falou sobre a necessidade de incorporar os 20% de regência de classe, que é um abono, ao salário-base.

Vereadora Adriana Nossa Cara (Psol) também ressaltou a mobilização da categoria e declarou: “nesse momento, a comunidade escolar, muito sensível à causa dos professores, abraça a luta pelo reajuste. Garantir a valorização dos professores é investir na Educação. Ficaremos atentas à tramitação do projeto. A parlamentar anunciou ainda que um projeto de indicação coletivo está sendo produzido pelos vereadores para garantir que os servidores que ingressaram no serviço público após 2021 tenham direito de receber os benefícios da licença prêmio e do adicional do tempo de serviço. “A luta dos professores é uma luta de todos nós”, concluiu.

O petista Dr. Vicente foi à tribuna para medir aumento salarial dos médicos psiquiatras da Rede de Atenção Psicossocial do Município. “Os CAPS de Fortaleza que cuidam da saúde mental do nosso povo. Os médicos psiquiatras estão reivindicando um salário equiparado a outras especialidades, como cardiologistas e neurologistas”, explicou.

Foto: JL Rosa e Érika Fonseca