Câmara realiza melhorias na estrutura de sua sede para dar maior acessibilidade às pessoas com deficiência

10/05/2022 - Marcelo Raulino

As reformas estão focadas na questão da acessibilidade, fazendo com que o usuário tenha mais conforto e não encontre nenhum obstáculo na Casa.

Acessibilidade

A Câmara Municipal de Fortaleza está reformando suas instalações visando dar maior acessibilidade aos fortalezenses. As intervenções vão desde a construção de rampas de acesso; adaptação de escadas; mudanças dos pisos; eliminação de desníveis; ampliação das áreas de circulação e até mesmo colocação de placas de sinalização em braile. As obras estão sendo realizadas pelo Departamento Administrativo, através da Equipe de Infraestrutura.

Conforme o Departamento Administrativo, as reformas estão focadas na questão da acessibilidade, fazendo com que o usuário tenha mais conforto e não encontre nenhum obstáculo desde sua chegada na Casa até adentrar às dependências. Todas as calçadas externas e internas receberam o piso podotátil ; as rampas, que não seguiam as normas exigidas, foram refeitas; foram colocados pisos direcionais e de alerta; criadas faixas de pedestres, buscando eliminar o máximo de obstáculos que o cidadão encontrava.

Logo na recepção da sede do Legislativo Municipal os visitantes já encontram o primeiro sinal de mudança: um mapa tátil do prédio com indicação das direções e nomes dos departamentos e gabinetes, com inscrições em braile. Dois outros mapas táteis foram instalados na entrada da Presidência e na entrada do Auditório. Segundo a equipe de infraestrutura, também serão instaladas placas em braile em todos os gabinetes, departamentos, escadas, elevadores, rampas de acesso e principais pontos da casa.

Em vários setores da Casa também foram instalados pisos podotáteis. Foram trocados todos os corrimãos das escadas existentes na Casa, para corrimãos duplos com bitola ajustada para o diâmetro correto, altura corrigida a 0,92 m e a 0,70 m do piso, indicada pela norma ABNT NBR 9050. Outro ambiente que recebeu alterações, já executadas, foi o plenário. Existia um desnível que dividia a parte de trás das bancadas dos vereadores, que ficava num degrau abaixo. O piso foi elevado e com isso o plenário ficou com um nível só. A disposição anterior impedia a circulação de cadeirantes. No plenário, também houve o aumento da área de circulação do setor que fica atrás da tribuna. Outras mudanças permitiram acessibilidade para a Copa, com a colocação de uma rampa no padrão exigido por norma e com a colocação de guarda-corpo e para a sala dos assessores, a partir do plenário.

A reforma contempla ainda: correção dos degraus, com colocação de guarda-corpo e corrimão, que dão acesso ao estacionamento pela praça; ampliação da quantidade de banheiros acessíveis obedecendo as normas legais, um na Central da Cidadania e reforma de dois outros próximos ao elevador, que receberam piso ante derrapante, bancada rebaixada, torneiras apropriadas, vasos sanitários apropriados, e instalação de alarmes, caso algum usuário fique preso no local.

Atualmente todos os projetos que estão sendo pensados ou executados, levam em consideração as normas de acessibilidade. Exemplo disso foi a guarita que dá acesso ao anexo, pela Avenida Rogaciano Leite, ela foi pensada e executada seguindo as normas. Outro ambiente que também passou pelo mesmo processo foi a Central da Cidadania. O próprio Protocolo foi reformado e adequado ao recebimento da pessoa com deficiência. Dando continuidade a esse processo, a Câmara realiza em 20 de maio uma licitação para a instalação de uma plataforma inclinada na rampa de acesso para os gabinetes dos vereadores. Ao lado da rampa foram construídos degraus que receberão guarda-corpo e corrimão, obedecendo as normas ABNT.

Fotos: Equipe de Infraestrutura/ CMFor