Colégio de líderes retoma reuniões com novas composições partidárias

04/05/2022 - Marcelo Raulino

Os líderes discutiram, ainda, a criação da comissão especial para debater o aumento tarifa da Enel e os dias das sessões ordinárias.

A Mesa Diretora e o Colégio de Líderes se reuniram nesta quarta-feira, 4, após o fim da janela partidária com uma nova composição. O encontro, segundo o presidente Antônio Henrique (PDT), foi bem produtivo e serviu para discutir, entre outros assuntos, a nova composição da Casa. “No início dessa Legislatura tínhamos uma quantidade de partidos e hoje temos outra. O PSC, por exemplo, deixou de existir porque seus dois representantes foram para outras agremiações partidárias e um novo partido surgiu, que foi o União Brasil,” afirmou o presidente.

Os novos líderes que participaram da reunião foram os seguintes: Júlio Brizzi (PDT); Emanuel Acrizio (PP); Jorge Pinheiro (PSDB); Gardel Rolim (Líder do Governo); Danilo Lopes (Avante); Professor Enilson (Cidadania); Ana do Aracapé (PL); PP Cell (PSD); Adriana Nossa Cara (PSOL); Léo Couto (PSB); Larissa Gaspar (PT); Wellington Saboia (PMN); Wander Alencar (Rede); Ronaldo Martins (Republicanos); Márcio Martins (Líder da Oposição) e Sargento Reginauro (União Brasil). O segundo vice-presidente da Mesa Diretora, Adail Júnior (PDT) também participou da reunião.

Outro tema tratado foi a criação da Comissão Especial para discutir o reajuste da tarifa da Enel. A Comissão tem a seguinte composição: Antônio Henrique, Lúcio Bruno, Luciano Girão, PPCell, Léo Couto, Márcio Martins, Pedro França, Adams Gomes, Larissa Gaspar e Danilo Lopes. “Estamos vendo essa questão atingir todos trabalhadores e população como um todo. Nós aprovamos na manhã de hoje a criação de uma comissão que vai trabalhar nessa pauta, acompanhando o que a Assembleia, o Ministério Público e a própria Justiça estão fazendo. Nós também vamos contribuir para ajudar a nossa população. De fato é um assunto grave e sério, pois vivemos período difícil de retomada da economia, as muitas pessoas continuam desempregadas e não têm como arcar com essa despesa a mais no seu salário. A reunião tratou desse assunto e amanhã vamos reunir a comissão para fazermos encaminhamentos”, pontuou.

O vereador Márcio Martins (PROS) elogiou a decisão do presidente de criar a comissão e por ter agido de maneira republicana, compreendendo que a Enel é um dos focos de discussão na cidade. “O aumento da tarifa é o pivô dessa discussão, mas já a algum tempo as casas legislativas precisavam se insurgir contra a concessionária que tem sangrado o povo de Fortaleza. Eu vou sugerir que o primeiro ato dessa comissão seja uma visita a Assembleia Legislativa para alinhamos o discurso. A Casa está de parabéns e o presidente também está de parabéns por acatar a decisão do colégio de líderes. Eu como representante de um bloco de quatro partidos de oposição me sinto contemplado com essa decisão”, afirmou.

Sessões

O presidente Antônio Henrique enfatizou que os líderes conversaram também sobre os dias das sessões ordinárias, que a partir de junho voltarão acontecer três vezes por semana. “Sempre quando vamos fazer alterações no que diz respeito ao regimento interno fazemos essa discussão com os lideres dos partidos políticos com assento na Casa. Tivemos um período que tivemos as sessões 100% virtuais, pois tínhamos que cumprir os protocolos de saúde. Depois passamos a ter sessão híbrida uma vez por semana e avançamos para duas vezes. Agora com o avanço da vacinação, redução do número de pessoas contaminadas e os resultados favoráveis para voltarmos a normalidade, mas sempre tendo esse alerta de que o vírus não foi eliminado por completo, decidimos que a partir de junho, que é o tempo que vamos nos organizar na Casa, voltaremos com as sessões às terças, quartas e quintas-feiras”, disse Antônio Henrique.

Fotos: Mateus Dantas