Prefeitura de Fortaleza executa plano de ação para atender pacientes com síndromes gripais

14/01/2022 - Marcelo Raulino

A Prefeitura de Fortaleza está executando o plano de ações para atendimento de pacientes com síndromes gripais neste início de 2022 devido ao aumento do número de casos na Capital. Entre as medidas emergenciais constam a ampliação assistencial nos postos de saúde da Capital; a criação de leitos exclusivos de internação para pacientes com síndrome […]

A Prefeitura de Fortaleza está executando o plano de ações para atendimento de pacientes com síndromes gripais neste início de 2022 devido ao aumento do número de casos na Capital. Entre as medidas emergenciais constam a ampliação assistencial nos postos de saúde da Capital; a criação de leitos exclusivos de internação para pacientes com síndrome gripal;  aquisição de testes para detecção da Covid-19 e a admissão de profissionais da saúde.

A Prefeitura decidiu executar esse planejamento devido à alta demanda de atendimentos na Rede Municipal de Saúde. Conforme a Secretaria de Saúde do Município, nos 116 postos de saúde de Fortaleza e nas seis Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) foram acolhidos 4.020 pacientes com sintomas gripais somente na segunda-feira passada, 10 de janeiro, enquanto um mês antes, no dia 10 de dezembro de 2021, foram 656 atendimentos.

O número de internações em decorrência das síndromes gripais também aumentou, foram 18 solicitações entre enfermaria e Unidade de Terapia Intensiva (UTI) no dia 10 passado, quando no mesmo período do mês passado foram somente seis internações.

A Prefeitura também está realizando a admissão de médicos do Programa Médico Família Fortaleza para compor a Rede Municipal de Saúde, e aumentou para 323 leitos destinados exclusivamente para atendimento das síndromes gripais e Covid-19. Também consta no plano o reforço na infraestrutura de atendimento das unidades básicas de saúde, com disponibilização de oxímetro – aparelho que mede a saturação do oxigênio – em todos os postos.

O que tem ocorrido é que paralelamente ao crescimento de pacientes acometidos com síndromes gripais, está havendo a redução do número de profissionais de saúde disponíveis, pois muito estão tendo de se afastar porque adoecem também. Do dia 1º ao dia 10 de janeiro, nos postos de saúde, 600 profissionais se afastaram. Na rede hospitalar, dos nove hospitais, foram 700 afastamentos, além da equipe administrativa.

A saída foi aumentar o número de leitos e das equipes trabalhando nas UPAs. Outra medida foi colocar alguns postos de saúde para funcionar nos fins de semana, com horário de atendimento até 19h, e para que isso ocorresse foram contratados 57 novos médicos. A Secretaria de Saúde solicita a colaboração dos fortalezenses para os cuidados sanitários necessários, como o uso de máscara, álcool em gel, e o respeito à proibição de aglomerações,

Postos de saúde

Os postos de saúde também tem participado desse esforço contra as síndromes gripais e estão atuando de segunda a sexta-feira, das 7h às 19 horas, equipados com oxímetros, medicamentos e gases medicinais. Além disso, todos realizam testagem para Covid-19 em pacientes sintomáticos. Já aos fins de semana, a Prefeitura está ampliando a assistência mantendo a abertura de unidades de saúde específicas para o acolhimento ao público com síndromes gripais.

Além dos 323 leitos destinados a atendimento de síndromes gripais e Covid-19, ainda podem ser disponibilizados 380 leitos, sendo 90 de observação, 270 de enfermaria, 10 com suporte ventilatório e 10 de UTI.

Até o próximo domingo a Prefeitura de Fortaleza está disponibilizando seis postos de saúde com atendimento voltado para urgência e emergência da população com síndrome gripal, e neste dia não haverá aplicação de vacinas de rotina nessas unidades. O horário de funcionamento será de 8h às 17h. Os postos contarão com equipes compostas por médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem. Os profissionais realizam o acompanhamento e a triagem de pacientes com síndrome gripal, incluindo os casos suspeitos e confirmados da Covid-19. A farmácia das unidades também estará em funcionamento.

Além destas unidades, Fortaleza conta com 12 UPAS, sendo seis delas administradas pelo Município (Vila Velha, Cristo Redentor, Bom Jardim, Itaperi, Jangurussu e Edson Queiroz), todas funcionando 24h por dia.

Veja os Postos para atendimento de síndrome gripal que estarão abertos neste sábado e domingo (15 e 16/01):

– Maria Aparecida (Av. K, 915 – Vila Velha)

– Irmã Hercília (Rua Frei Vidal, 1821 – São João do Tauape)

– Anastácio Magalhães (Rua Delmiro de Farias, 1670 – Rodolfo Teófilo)

– Dom Aloiso Lorscheider (Rua Betel, 1895 – Itaperi)

– Siqueira (Rua Eng. Luís Montenegro, 485 – Siqueira)

– Melo Jaborandi (Rua 315, nº 80 – Jangurussu)

Foto: Prefeitura de Fortaleza