Ceará aumenta número de leitos para síndrome respiratória e testagem para Covid-19

06/01/2022 - Ana Clara Cabral

O governador Camilo Santana reforçou a necessidade do diagnóstico inicial para um tratamento eficaz da doença, seja Covid-19 ou Influenza

Leito Hospital Leonardo da Vinci - Foto: Governo do Ceará

Para conter a variante ômicron da Covid-19, além do aumento de casos de influenza, o Governo do Ceará, após reunião com o Comitê Estadual de Enfrentamento à Pandemia, anunciou a ampliação de leitos de enfermaria e UTI para atendimento de pacientes com síndrome gripal na rede pública estadual, assim como o aumento da testagem.

Segundo o governador Camilo Santana, de dezembro de 2021 para o início deste ano, no Centro de Testagem para Viajantes do Aeroporto Internacional Pinto Martins, a taxa de positividade de testes aumentou em 100 vezes, o que também refletiu no aumento da procura de atendimento nas unidades de saúde.

Com isso, o Hospital Leonardo Da Vinci contará com 160 leitos disponíveis para o atendimento dos casos de síndromes respiratórias, priorizando Covid e Influenza.

Tratamento para influenza

O governador Camilo reforçou ainda a distribuição do tratamento para influenza aos municípios cearenses, com a comprar da medicação antiviral sulfato de oseltamivir (Tamiflu®). O secretário de Saúde do Estado, Marcos Gadelha, ressaltou a importância do ínicio do tratamento até 48h após os sintomas da influenza.

Vacinação e máscara

O Governo do Ceará continua enfatizando a importância da vacinação contra a Covid-19, fato que ameniza os sintomas em caso de infecção, descartando a necessidade de internação.

Cerca de 300 mil pessoas ainda não tomaram a terceira dose. Para quem já completou quatro meses da segunda dose, qualquer posto de vacinação pode ser procurado para a dose de reforço.

A máscara continua sendo item essencial e obrigatório para a prevenção das doenças respiratórias.

Outras medidas do Governo do Estado

Além disso, o Governo suspendeu novamente as festividades de Pré-Carnaval e Carnaval em todo o estado. Os demais eventos sociais, como casamentos, formaturas e corporativos podem acontecer com redução de 10% do público, até 250 pessoas em ambientes fechados e 500 pessoas em ambientes abertos. A medida vale durante um mês. Confira aqui o novo decreto.

Foto: Governo do Ceará