Sintomas de gripe? Saiba onde procurar atendimento e os principais cuidados

29/12/2021 - Ana Clara Cabral

Os postos de saúde de Fortaleza funcionam de segunda a sexta de 7h às 19h no atendimento da população. Já as Unidades de Pronto Atendimento o atendimento é 24 horas

Fortaleza registrou sete vezes mais casos de síndrome gripal nos postos de saúde e dez vezes mais casos de gripe nas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) entre os dias 2 e 27 de dezembro, de acordo com a Secretaria da Saúde (SMS).

O aumento de casos virais na Capital chama atenção para os cuidados preventivos, principalmente no período de férias e festas de fim de ano. Em live no último dia 28, o prefeito de Fortaleza, José Sarto, reforçou as medidas sanitárias e pediu atenção da população.

“Falo como médico e como prefeito, todos nós temos a responsabilidade de seguir as recomendações das autoridades sanitárias. O uso de máscara permanece obrigatório em locais fechados e abertos. Os cuidados de higienizar as mãos, manter o distanciamento e evitar aglomerações também continuam sendo necessários”, enfatizou.

Clique aqui para conferir a relação de Postos de Saúde da Capital. O atendimento acontece de 7h às 19h.

Para conferir a localização das Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), clique aqui. O atendimento é 24 horas.

Sintoma da gripe e Covid-19

  • Gripe: com frequência é diagnosticado febre, tosse seca, cansaço, dores no corpo, mal-estar e dor de cabeça. Coriza ou nariz entupido e dor de garganta podem aparecer, mas são menos frequentes. Em alguns casos a gripe pode evoluir para casos graves e até mesmo para a morte. Segundo a Fundação Oswaldo Cruz (IFF-Fiocruz), a hospitalização e a possibilidade de óbito estão, em geral, vinculadas aos grupos de alto risco. A influenza pode também abrir espaço para infecções secundárias, como aquelas causadas por bactérias.
  • Covid-19: febre e tosse seca são sintomas comuns. O cansaço, dores no corpo, mal-estar e dor de garganta podem surgir às vezes. A doença tem outros sintomas que, em geral, não são sentidos por quem tem gripe, como perda do olfato e paladar. A covid-19, assim como na gripe, pode avançar para quadros mais graves. Em situações mais graves, as pessoas podem ter forte falta de ar, pneumonia grave e outros problemas respiratórios que demandem suporte ventilatório ou internação em unidades de terapia intensiva.

Cuidados

Com sintomas muito semelhantes aos do coronavírus, as recomendações continuam sendo as mesmas para qualquer síndrome gripal:

  • Cubra sempre o nariz e boca ao tossir e espirrar (use lenços descartáveis ou o braço)
  • Não compartilhe objetos de uso pessoal
  • Lave as mãos frequentemente com água e sabão ou use álcool em gel 70%
  • Evite ambientes fechados e aglomerações
  • Use máscara e evite tocar olhos, nariz e boca
  • Evite contato próximo com pessoas que apresentam sintomas gripais
  • A síndrome gripal tem um ciclo de aproximadamente 7 dias para a melhora sintomas. Se os sintomas se agravarem procure uma unidade de saúde

Casos de gripes

A SMS informou que no dia 2 de dezembro os postos de saúde registraram 381 pacientes diagnosticados com síndrome gripal. Em 10 dias, esse número saltou para 771 casos no dia 12 de dezembro. Os registros continuaram apresentando crescimento, atingindo 1.444 casos no último dia 20, até chegar a 2.191 casos nesta segunda-feira (27/12).

Movimento semelhante foi observado nas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) administradas pela Prefeitura, saindo de 122 casos de síndrome gripal atendidos no início do mês para 1.359 nesta segunda-feira (27/12).

Segundo o prefeito José Sarto, até ontem constavam no sistema 16 solicitações de internação por síndrome gripal (12 para enfermaria e quatro para UTI). O gestor chamou a atenção para os números tendo em vista que no mês de dezembro não tinha nenhum pedido referente a doença.

Com informações do Governo do Estado e Prefeitura de Fortaleza

Foto: Prefeitura de Fortaleza