Lideranças partidárias reforçam medidas de incentivo à economia

08/11/2021 - Ana Clara Cabral

O momento reuniu parlamentares e gestores de diversos municípios do Estado colocando em pauta as ações implementadas para a retomada da economia

Conferência Vozes da Retomada - Foto: Evilázio Bezerra

A conferência Vozes da Retomada, realizada pela Câmara Municipal de Fortaleza, em parceria com a União dos Vereadores e Câmaras do Ceará (UVC), aconteceu nesta segunda-feira, 8, para promover o debate sobre a retomada econômica do Ceará entre os vereadores e prefeitos.

Líderes partidários do Legislativo da Capital ressaltaram a importância da discussão na Casa.

O vereador Júlio Brizzi, líder do PDT, destaca a importância da vacinação para o avanço da economia. “Graças à vacinação que defendemos muito desde o começo como a solução para fazer com que a circulação do vírus diminuísse, e consequentemente, a doença e a quantidade de mortes, agora precisamos debater outro momento. Concluída a vacinação, com o acompanhamento da ciência e da saúde, como a gente vai fortalecer a retomada econômica principalmente de quem ficou desempregado, com mais dificuldade, além de ampliar as políticas sociais de inclusão”.

O líder do Progressistas na CMFor, vereador Emanuel Acrízio, falou sobre as restrições em meio à crise sanitária e como o isolamento social, necessário ao momento, impactou a vida econômica da cidade. “Precisamos aqui na Casa ter a responsabilidade de votar leis importantes e dar para o nosso gestor, prefeito Sarto Nogueira, a condição para aquecer novamente a economia. É gerando emprego que vamos ter a solução para tudo isso”,

A vereadora Adriana Nossa Cara (PSOL) falou sobre o atual momento de aceno para o fim da pandemia e como assegurar renda para população fortalece a economia do Estado. “A primeira coisa passa por uma renda básica municipal. Cada município conceber uma renda básica para seu próprio povo. A gente precisa distribuir os recursos entre os munícipes e assim fortalecer o estado. Não conseguimos ver uma saída econômica para a crise sem renda básica para cada município. Isso deveria ser uma prioridade para os gestores”, declarou.

Vereador Léo Couto, líder do PSB, destacou o avanço da vacinação contra a Covid-19 no Ceará e a relevância disso para o retorno da economia. “Já vemos os números da economia melhorando e as pessoas voltando à vida normal. É importante a gente debater com outros municípios as experiências para melhorar a vida do fortalezense e da Grande Fortaleza”, comentou.

A líder da Rede Sustentabilidade, Estrela Barros, reforçou a importância do momento para a cidade. “A nossa economia vem sofrendo e a gente vem tentando, junto com a Câmara Municipal, trazer a retomada, traçar estratégias e metas para tratar principalmente a questão das pessoas que vêm sofrendo com o desemprego”.

O vereador Jorge Pinheiro, líder do PSDB na Câmara Municipal, reforçou que o momento requer planejamento e que a troca de experiência fortalece uma retomada integrada. “É de grande importância para todos nós tratar desse tema. A gente teve, por conta da pandemia, muitos problemas, principalmente relacionados à economia. Não podemos descuidar. Precisamos ter um plano de recuperação da economia. É por isso que estamos tendo esse debate na Casa do Povo”, reforçou.

O líder do PSD, vereador PP Cell, considera o momento uma pós-pandemia. “A economia deu uma retraída e acho que é o momento ideal para que os vereadores e as lideranças políticas dos municípios se reúnam para debater sobre a superação dos desafios econômicos pós-pandemia”.

VEREADOR PROFESSOR ENILSON

O líder do Cidadania, Professor Enilson, falou da expectativas para o crescimento da economia. “De maneira especial, aqui no Ceará os efeitos foram menores do que no resto do Brasil, apesar da gente ter sofrido com a questão da recessão. Tanto nos planos de retomada da economia do Ceará quanto de Fortaleza, estamos muito otimistas. O comércio já vem dando respostas nos números e índices de aumento”.

VEREADOR RONIVALDO MAIA

O líder da bancada no PT, Ronivaldo Maia, comentou a situação gerada pela pandemia e como a integração entre os gestores e parlamentares é essencial para o avanço da retomada. “Passados 20 meses de pandemia, os estragos econômicos são imensos. Em momentos difíceis como este, o debate ajuda muito porque a gente vai construindo os cenários. As pessoas estão precisando que se invista em empreendedorismo a partir da economia solidária, do desenvolvimento local. Até mesmo nas intervenções de obras requer uma sensibilidade de quem governa para condicionar investimentos de infraestrutura nos bairros à contratação de mão de obra daquele território”, ressaltou.

Foto: André Lima, Érika Fonseca, Evilázio Fonseca e Mateus Dantas