Covid-19: pessoas com comorbidades podem participar de estudo para avaliação de sequelas

03/05/2021 - Ana Clara Cabral

A pesquisa realizada pela Universidade Federal do Ceará terá duração de dois anos e as pessoas contaram com o acompanhamento de uma equipe multiprofissional e fazer os mais diversos exames gratuitamente

Movimentação de pessoas nas ruas de Fortaleza

Pessoas com mais de 18 anos com comorbidades que tiveram Covid-19 (resultado positivo do teste RT-PCR) podem participar do estudo da Universidade Federal do Ceará (UFC) para avaliar as alterações (sequelas) causadas pela doença. A pesquisa tem o objetivo de melhora a qualidade de vida e mapear condições clínicas pós-doença.

O estudo, denominado “Avaliação da qualidade de vida, função pulmonar e características clínicas de pacientes que tiveram Covid-19”, sob coordenação do professor Reinaldo Oriá, faz parte do Programa de Pós-Graduação em Ciências Médicas (PPGCM) , sendo contemplado no último ano pelo Programa Estratégico Emergencial de Combate a Surtos, Endemias, Epidemias e Pandemias, da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES).

Nesse momento a equipe responsável está realizando o cadastramento de pessoas para participar do estudo. “Como se trata de pesquisa de uma instituição pública, o paciente tem a oportunidade de ter todo o acompanhamento da equipe altamente qualificada e fazer os mais diversos exames gratuitamente”, divulgou a UFC.

Veja os requisitos para se candidatar à seleção:

  • Ter mais de 18 anos;
  • Ter tido resultado positivo para Covid-19 por meio do teste RT-PCR (também conhecido como swab nasofaríngeo);
  • Ter alguma comorbidade;
  • Não estar realizando tratamento de câncer.

O foco maior da pesquisa, segundo o coordenador, são pacientes transplantados renais, pacientes em hemodiálise ou com alguma doença renal crônica, bem como aqueles que passaram por unidades de terapia intensiva (UTI) e foram intubados.

Como participar?

É necessário entrar em contato pelo WhatsApp (85) 98881 8052 para análise dos critérios de inclusão e exclusão e, conforme for, ser agendado.

Como acontecerá a pesquisa?

Será realizada ao longo de dois anos, tempo em que os voluntários serão acompanhados para observação de desfechos clínicos importantes, incluindo alterações na capacidade respiratória, relação com comorbidades, influência de fármacos anti-hipertensivos na evolução da doença, transtornos de sono, sequelas diversas e qualidade de vida, para a partir daí compreender melhor a doença e seus efeitos a curto e médio prazos.

A pesquisa tem o objetivo de entender melhor as variáveis clínicas, identificar necessidade de internamento hospitalar, tempo de internação, necessidade de UTI, necessidade de ventilação mecânica, escores de disfunção de múltiplos órgãos, função pulmonar, e comprometimento pulmonar. As conclusões serão úteis, segundo a equipe de pesquisadores, para mostrar o comportamento clínico de pacientes que passaram pela doença e esclarecer mais os fatores de risco para a Covid-19.

Serviço:

Local do estudo: Centro de Biomedicina
Enedereço: Rua Coronel Nunes de Melo, 1315 – Rodolfo Teófilo
Telefone: (85) 98881-8052 (WhatsApp)

Foto: Érika Fonseca