CoronaVac é eficaz contra variante brasileira, aponta estudo

07/04/2021 - Cleonardo Dias

Essa vacina é o imunizante mais utilizado no Ceará. A variante P1 (de Manaus) do coronavírus é considerada a mais agressiva, com um maior poder de transmissão e de gravidade

A vacinação contra a Covid-19 segue em todo país trazendo esperança para a imunização dos brasileiros, porém, a liberação das vacinas segue em constante observação da classe científica quanto a sua eficácia contra as variantes existentes. É o caso da Coronavac desenvolvida pelo Instituto Butantan e a farmacêutica Sinovac, que em recente estudo demostrou uma eficácia de 50% nos casos sintomáticos causados pela variante P.1 de Manaus, já encontrada em vários estados brasileiros, inclusive no Ceará.

O estudo desenvolvido pelo grupo Vebra Covid-19, formados por pesquisadores internacionais e nacionais de São Paulo e Amanonas, apontou que após 14 dias da aplicação da primeira dose a eficácia alcançou os 50%. A pesquisa foi realizada com mais de 67 mil profissionais de saúde imunizados em Manaus, onde a variente (novas formas do mesmo vírus) é predominante.

O grupo de pesquisadores destaca que ainda este mês de abril terão resultados da resposta à aplicação da segunda doses da vacina produzida pelo Instituto Butantan, onde esperam que o resultado seja ainda mais positivo. Os próximos passos do grupo Vebra será analisar a efetividade da Coronavac e da vacina de Oxford em idosos nas cidades de Manaus e Campo Grande e no Estado de São Paulo.

Segundo o Butantan, no Brasil circulam principalmente três variantes do novo coronavírus. a britânica (B.1.1.7), a sul-africana (B.1.351) e a brasileira (B.1.1.28). Da brasileira surgiram a P.1 (de Manaus), considerada a mais agressiva, e a P.2 (do Rio de Janeiro). Estudos vêm demonstrando que as variantes podem ser mais transmissíveis e, algumas vezes, até mais graves.

Vacinação no Ceará

Segundo o Vacinômetro, o Estado do Ceará já recebeu 1.705.100 doses de vacinas e já conseguiu imunizar 1.220.870 cearenses. Deste total de doses aplicadas, 975.739 foram da 1º dose e 245.139 da 2ª dose. Em Fortaleza, até o último dia 5 de abril, 344.111 pessoas receberam a 1ª dose e 105.197 a 2ª dose da vacina.

O estado do Ceará já recebeu 12 lotes de vacinas da Corovava/Sinovac e da Oxford/AstraZeneca. Confira os números.

Imagem: reprodução

Informações: Governo do Ceará, Prefeitura de Fortaleza e Agência Estado

Foto: Agência Brasil