Rede de saúde aplica pesquisa para mapear síndromes gripais

22/02/2021 - Rochelle Nogueira

4 Hospitais e 2 Unidades de Pronto Atendimento (UPAS) participam do processo de amostragem referente a pesquisa sindrômica respiratória.

Com a finalidade de mapear as demandas provenientes das doenças respiratórias atendidas nas unidades de saúde, principalmente com o aumento de casos de Covid-19 e a propagação de outros vírus respiratórios sazonais, a Secretaria da Saúde do Estado do Ceará iniciou uma pesquisa sindrômica de vírus respiratórios em Fortaleza. A medida tem como base o planejamento de ações na rede de atenção com base nos vírus em circulação.

Como será realizada a pesquisa?

A pesquisa acontecerá em seis unidades de saúde, sendo 4 Hospitais e 2 Unidades de Pronto Atendimento (UPAS). Cada um deve coletar semanalmente 12 amostras,testadas através da metodologia de identificação viral. A solicitação de coleta aos pacientes acontecerá nos casos de: 👇

Conforme a Nota Técnica, podem participar da pesquisa pacientes de todas as faixas etárias, não sendo preciso priorizar grupos específicos.

Quais Unidades de Saúde participam da pesquisa?

  1. Hospital Infantil Albert Sabin;
  2. Hospital Leonardo D’Vinci;
  3. Hospital São José de Doenças Infecciosas;
  4. Hospital Dr. Carlos Alberto Studart Gomes (Hospital de Messejana) — Somente amostras de pacientes internados em UTI respiratória;
  5. Unidade de Pronto Atendimento do Itaperi;
  6. Unidade de Pronto Atendimento da Praia do Futuro.

Metodologia da Pesquisa

A pesquisa será realizada a partir de coleta de swab nasofaríngeo. Ela utiliza a tecnologia diagnóstica de microarray através de um painel respiratório que é um teste de biologia molecular multiplexado e têm como objetivo a identificação e detecção qualitativas simultâneas de ácidos nucleicos bacterianos e virais do sistema respiratório superior.

A coleta permite a identificação de 18 vírus respiratórios e 4 bactérias, permitindo o monitoramento da demanda de atendimentos por síndrome gripal e o conhecimento da circulação de outros agentes causadores de síndrome respiratória no curso da pandemia da Covid-19. Veja:👇

  • Adenovirus
  • Coronavirus 229E
  • Coronavirus HKU1
  • Coronavirus 0C43
  • Coronavirus NL63
  • Severe Acute Respiratory Syndrome Coronavírus 2 (SARS-CoV-2)
  • Human Metapneumovirus Human Rhinovirusi /Enterovirus
  • Influenza A
  • Influenza A/H1
  • Influenza A/H 1-2009
  • Influenza A/H3
  • Influenza B
  • Parainfluenza 1
  • Parainfluenza 2
  • Parainfluenza 3
  • Parainfluenza 4
  • RSV
  • Bactérias:
  • Bordetella parapertussis (IS1001)
  • Bordetella perlussis (ptxP)
  • Chlamyclia pneumoniae
  • Mycoplasma pneumoniae

Foto: Mateus Dantas