Pacientes com Covid-19 podem desenvolver fatores coagulantes como infarto, AVC e trombose, diz estudo

03/11/2020 - Rochelle Nogueira

Um estudo realizado pela Universidade de Michigan nos Estados Unidos, com 172 pacientes internados com Covid-19, mostrou que metade deles produziu um anticorpo capaz de provocar a trombose

Com o avançar da pandemia pelo novo coronavírus, pesquisadores do mundo seguem em busca de respostas para as complicações causadas pela Covid-19 no corpo humano. Baseado em estudos recentes, instituições evidenciaram por meio de pesquisas que a infecção pelo Sars-Cov-2 pode produzir anticorpos relacionados à trombose.

Dra Melissa Medeiros, infectologista do Hospital São José, reforça que a Covid-19 não é só uma doença inflamatória, mas é uma doença que pode desencadear fenômenos trombóticos. “A nossa terapia basicamente se alicerça na terapia contra a inflamação que é justamente quando a gente usa o corticoide e o anticoagulante. Toda vida que a Covid-19 induz o processo inflamatório, ele libera vários mediadores, que são como mensageiros na corrente sanguínea, que leva a produção de algumas substâncias como fatores, anticorpos antifosfolípides. Eles vão promover a agregação plaquetária, então as plaquetas vão se unir com maior facilidade formando os estrombos”, comentou a infectologista.

A médica informa que em pacientes com Covid-19 também são encontrados microtrombos, pequenos coágulos, ou grandes trombos. Por isso, não é incomum encontrar complicações em pacientes como infarto, AVC e até mesmo a perda de membros. “É importante o acompanhamento desde o início para podermos diferenciarmos quem são os pacientes que produzem esses fatores de coagulação e assim direcionarmos os que devem tomar esse tipo de medicação, disse”.

Pesquisa em Michigan

Uma pesquisa realizada pela Universidade de Michigan nos Estados Unidos, com 172 pacientes internados com Covid-19, mostrou que metade deles produziu um anticorpo capaz de provocar a trombose. Os anticorpos, ou proteínas do sistema imune, são alvos de pesquisas para melhorar o prognóstico e tratamento de pacientes com o novo coronavírus.

Nesse sentido, corroborando com a análise realizada pela infectologista Melissa Medeiros, funcionamento inadequado do anticorpo pode ser o motivo de pessoas infectadas pela Covid-19 apresentarem problemas vasculares.

Segundo estudo publicado pela revista “Science Translational Medicine” nesta segunda-feira, 2, uma parcela de pacientes infectados pelo coronavírus possuem problemas similares aos de portadores da síndrome de Hughes.

O que é a síndrome de Hughes?

A síndrome de Hughes é uma doença autoimune no qual os anticorpos atacam fosfolipídeos, classe de molécula que forma membranas das células. No sistema circulatório, o resultado disso é que esse anticorpo estimula a formação de coágulos e levam a trombos.

Confira entrevista com a Dra. Melissa Medereiros🎤

Saiba Mais 👇

Foto: Evilázio Bezerra