Câmara Municipal de Fortaleza recebe Lei Orçamentária Anual de 2021

14/10/2020 - Rochelle Nogueira

A Lei estima a receita do Município para o exercício financeiro de 2021 no montante de R$ 9,1 bilhões

Esteve presente na Câmara Municipal de Fortaleza, na manhã desta quarta-feira (14), para a entrega da peça orçamentária referente ao ano de 2021, o secretário de Finanças da Prefeitura Municipal de Fortaleza, Philipe Nottingham, passando às mãos do presidente da Casa Legislativa, Antônio Henrique (PDT), e do presidente da Comissão de Orçamento, Fiscalização e Administração Pública, vereador Renan Colares (PDT), as receitas e despesas municipais alusivas ao exercício financeiro de 2021.

A Lei estima a receita do Município para o exercício financeiro de 2021 no montante de R$ 9.109.978.819,00 (nove bilhões, cento e nove milhões, novecentos e setenta e oito mil, oitocentos e dezenove reais) e fixa a despesa em igual valor. Desse total, R$ 6.843 bilhões correspondem aos Orçamento Fiscal, R$ 2.256 bilhões do Orçamento da Seguridade Social e R$ 10 milhões do Orçamento de Investimentos das Empresas.

Vale ressaltar que a Lei Orçamentária Anual estabelece as metas prioritárias, fazendo um recorte do planejamento de longo e médio prazo da cidade, definidos no Fortaleza 2040 e no Plano Plurianual (PPS 2018-2021).

O presidente Antônio Henrique reforçou o empenho do secretário e de sua equipe em trazer uma peça orçamentária minuciosa, robusta, que tem como objetivo alocar os recursos nos setores mais importantes da cidade.

“Quero parabenizar o empenho e o trabalho do Philipe Nottingham à frente da Secretaria e de sua equipe técnica que vieram entregar essa peça na Câmara Municipal. Eu não tenho dúvida que tudo que está aqui foi muito bem planejado, pensado, e o nosso desejo como vereador, falando em nome do povo de Fortaleza, é de que o ano de 2021 bem mais promissor, totalmente diferente do que foi 2020. Que a Prefeitura consiga realizar as arrecadações necessárias, previstas no orçamento, para poder executar o que foi planejado. A partir desse momento a Casa vai analisar, estudar, discutir com a sociedade, ajustar e ao final colocar em votação”, disse Antônio Henrique.

O gestor da Secretaria Municipal de Finanças enfatizou que o orçamento para 2021 é bem consistente e permitirá ao futuro gestor fazer os devidos ajustes para inserir o seu programa de governo. “A Lei Orçamentária Anual foi elaborada com muito critério, considerando o momento atual e, principalmente, uma mudança de gestão seja ela qual for. Ela tem como foco principal fazer funcionar todos os investimentos que hoje estão sendo entregues a sociedade e continuar concluindo os investimentos que estão no orçamento”, comentou o secretário.

Foto: Ana Figueiredo