TSE usará tira-dúvidas eleitoral por WhatsApp para combater as fake news

02/10/2020 - Marcelo Raulino

Essa é primeira parceria do tipo realizada pelo WhatsApp com uma autoridade eleitoral no mundo.

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) vai utilizar nas eleições municipais deste ano a ferramenta “Tira-Dúvidas Eleitoral no WhatsApp”. Um chatbot – assistente virtual – criado em parceria com o aplicativo de mensagens para facilitar o acesso do eleitor a informações relevantes sobre as Eleições Municipais de 2020. O assistente virtual também vai oferecer um serviço voltado exclusivamente para esclarecer as fakes news envolvendo o processo eleitoral brasileiro: o “Fato ou Boato?”.

Essa é primeira parceria do tipo realizada pelo WhatsApp com uma autoridade eleitoral no mundo. O Tira-Dúvidas foi desenvolvido gratuitamente pela empresa Infobip, um dos principais provedores de serviços para negócios no aplicativo.

Conforme o TSE, o principal objetivo da ferramenta é facilitar o acesso do cidadão à Justiça Eleitoral, de modo que todos possam se informar para votar com segurança em novembro. O eleitor, por intermédio de uma conversa com o chatbot, poderá acessar os principais links de serviço, baixar o aplicativo e-Título e conferir as principais dicas para eleitores e mesários, além de justificar a ausência às urnas. O bot vem reforçar o combate à desinformação durante o período eleitoral. Através do serviço “Fato ou Boato?” o usuário ao selecionar o tópico, pode acessar alguns conteúdos desmentidos por agências de checagem de fatos, desmistificar os principais boatos sobre a urna eletrônica ou assistir a vídeos do biólogo e divulgador científico Átila Iamarino com dicas de como identificar conteúdos enganosos disseminados por meio da internet durante a pandemia de Covid-19.

Para conversar com o assistente virtual, o usuário deve acessar a câmera do seu celular e apontá-la para o QR Code na imagem que aparece na tela, ou adicionar o telefone +55 61 9637-1078 à sua lista de contatos, ou através do link wa.me/556196371078. O canal automático do TSE traz diversos assuntos de interesse do eleitor, que vão desde informações sobre dia, horário e local de votação até dicas para mesários. Respostas às perguntas mais recebidas pela Justiça Eleitoral também integram as funcionalidades disponibilizadas no bot. Após salvar o número na sua agenda, clique em “Bot TSE WhatsApp”, deslize a tela até o final e, em seguida, aperte em “Compartilhar empresa”. Por fim, selecione o nome da pessoa para quem deseja enviar o telefone do assistente digital do TSE.

Cooperação

Além da criação do chatbot, o termo de cooperação prevê ainda a criação de um formulário para denunciar contas suspeitas de realizar disparos em massa, uma das condutas proibidas pela lei eleitoral e também pelos Termos de Serviço do aplicativo. O WhatsApp integra o Programa de Enfrentamento à Desinformação com Foco nas eleições municipais 2020 desde outubro do ano passado.

O TSE oficializou também um acordo com a Conexis Brasil Digital, representante do setor de telecomunicações no Brasil, para garantir que usuários possam acessar conteúdos do site da Justiça Eleitoral sem gastar seu pacote de dados entre setembro e novembro, no período que cobre desde a campanha eleitoral até o fim do segundo turno.

Outra parceria foi realizada com a rede social Facebook – cuja empresa-mãe é também dona do WhatsApp. No Facebook, será disponibilizada uma ferramenta chamada Megafone, por meio da qual, nos dias anteriores à eleição, serão divulgadas mensagens no Feed de notícias dos brasileiros, relativas à organização e às medidas de segurança sanitária no dia da votação.