Estresse durante a pandemia aumentou os casos de doença de pele, diz especialista

16/09/2020 - Cleonardo Dias

Em caso de alterações na pele procure um médico dermatologista.

Movimentação de mulheres nas ruas de Fortaleza

Após seis meses enfrentando a pandemia do novo coronavírus, casos relacionados a problemas psicológicos aumentaram consideravelmente, o que também reflete na piora de doenças de pele, como espinhas, rosto vermelho, psoríase e até queda de cabelo. Segundo o dermatologista Paulo Gonçalves, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia, as reações de pele durante a pandemia estão associadas em algumas vezes a manifestações de ansiedade, depressão e angústia.

Dr. Paulo destaca que em decorrência do stress emocional em meio à pandemia, os atendimentos de pacientes com problemas de queda de cabelo vêm aumentando, e explica que, além do fator emocional, outros fatores estão relacionados. “Esses fatores fazem que algumas dermatoides, como a psoríase, a dermatite seborreica e alguns tipos de ale’rgias sejam desencadeadas pelo stress emocional. A própria Covid-19 provoca um stress no organismo onde há uma aceleração em que fios que estariam numa fase de crescimento passam para um estado de atrofia e queda. Esses casos também devem ser tratados por um dermatologista”, explica.

O dermatologista ainda chamou atenção para o aumento da incidência da doença de pele chamada rosácea, também conhecida como “acne da mulher adulta”, mas que pode acometer pessoas jovens, tanto homens como mulheres. “A rosácea pode ocorrer por conta do calor e do emocional. O uso das máscaras também acaba provocando uma maior vasodilatação na face desencadeando ou mesmo agravando uma rosácea já pré-existente”. O especialista orienta que as pessoas que sofram do problema procurem utilizar máscaras permeáveis de boa ventilação preferindo aquelas tipo cirúrgica.

As cinco doenças de pele mais comuns

  • Acne: é uma das doenças mais comuns da pele. Os cistos e espinhas desenvolvem-se devido à obstrução dos poros.
  • Eczema ou dermatite de contato: é uma das várias erupções diferentes caracterizadas por pele seca, vermelha e coceira.
  • Psoríase: doença caracterizada por vermelhidão, manchas escamosas da pele e muitas vezes coceira. Os cotovelos, joelhos, couro cabeludo e as costas são as áreas mais comuns para manchas de psoríase, embora as pessoas com psoríase grave podem apresentar sintomas em todo o corpo. Não há cura para esse problema.
  • Sarna ou escabiose: é uma doença de pele contagiosa causada pelo Sarcoptes scabiei (ácaros da sarna) e que pode afetar qualquer pessoa.
  • Micose: infecção da pele causada por um fungo. A micose pode ser transmitida de uma pessoa para outra. Você pode obter micose tocando em alguém que está infectado ou ao entrar em contato com objetos contaminados pelo fungo como pentes, roupas, e elementos superfícies como chuveiro ou piscina.

Foto: Érika Fonseca