Agefis verifica relaxamento dos fortalezenses no cumprimento das normas de prevenção contra o Covid-19

31/07/2020 - Marcelo Raulino

Desde 8 de maio, foram realizadas 2.819 ações de monitoramento, dispersões de aglomerações, abordagens a estabelecimentos e ordenamento de filas.

Movimentação no centro de Fortaleza durante isolamento social

A Agência de Fiscalização de Fortaleza (Agefis) realizou, durante o mês de julho, 568 ações de monitoramento, dispersões de aglomerações, abordagens a estabelecimentos e ordenamento de filas. Os agentes estão tendo muito trabalho com relação a casos constantes de aglomerações, realização de feiras irregulares e desrespeito ao uso de máscara em vários pontos da cidade. Apesar do decreto de isolamento social, ainda estar em plena validade, os fiscais têm percebido um relaxamento maior dos fortalezenses no cumprimento das normas.

Nesta quinta-feira (30), os fiscais da Agefis, juntamente com os Guardas Municipais de Fortaleza, fecharam 227 estabelecimentos por descumprimento das medidas do decreto. Outra ação de grande porte foi realizada no Centro de Fortaleza e na Rua José Avelino, ponto tradicional da feira de moda popular da Capital. Nesses locais foram realizadas ações de dispersão, com 220 ambulantes sendo orientados a sair de praças e calçadas.

Também na Rua João Avelino e entorno, os fiscais tiveram que ficar de plantão pela manhã e tarde, para dispersar aglomerações e distribuírem máscaras de tecido e álcool gel 70% com populares. Ainda nesta quinta-feira, foram fechados oito estabelecimentos comerciais por descumprirem o decreto de isolamento.

No fim de semana passado (dias 25 e 26) foram realizadas 45 ações de monitoramento, dispersões de aglomerações, abordagens a estabelecimentos e ordenamento de filas. Foram monitorados os espaços públicos. Na Rua José Avelino e entorno foram organizadas as filas dos que aguardavam o acesso aos galpões; foram retirados ambulantes; feitas orientações sobre o distanciamento social, distribuídos kits com máscaras de tecido e panfletos educativos; e disponibilizado álcool em gel 70%. Também foram dispersados 175 ambulantes na Rua José Avelino, ruas do entorno e outras áreas do Centro da Cidade.

Já durante o plantão noturno, dois paredões de som foram apreendidos e foram autuados sete estabelecimentos comerciais que estavam descumprindo os decretos estadual e municipal de enfrentamento à Covid-19 ou infrações municipais descritas no Código da Cidade. Os fiscais, juntamente com a Guarda Municipal e a Polícia Militar, realizaram ações desde a madrugada para evitar a realização de feira das Goiabeiras.

Praias

Já na área que abrange a Praia dos Crush’s e o Havaizinho, foi realizada a sensibilização dos banhistas que se aglomeravam nos locais, em relação ao risco de disseminação do novo coronavírus; foram dispersados 19 ambulantes; apreendidos 120 guarda-sóis e 215 mesas e cadeiras que estavam sendo utilizadas irregularmente, ocupando a faixa de areia.

Desde 8 de maio, foram realizadas 2.819 ações de monitoramento, dispersões de aglomerações, abordagens a estabelecimentos e ordenamento de filas. Desse total, foram 90 dispersões em feiras e 625 estabelecimentos fechados por descumprimento das medidas do decreto. Durante essas ações a Guarda Municipal de Fortaleza e a Polícia Militar dão apoio.

Restaurantes

Segundo a Agefis, de 7 a 24 de julho, foram realizadas inspeções em Restaurantes, Lanchonetes e Congêneres para verificar se os alimentos estão sendo manipulados de forma adequada e segura, seguindo as legislações vigentes e os Decretos Municipais sobre as ações de enfrentamento à Covid-19. Em todos os estabelecimentos foram realizadas orientações quanto à prevenção da disseminação da Covid-19. Ao todo, 98 estabelecimentos foram verificados, dos quais 53 foram notificados pelas condições higiênico-sanitárias e 69 foram notificados pelas medidas de enfrentamento à Covid-19.

Filas

A Agência realiza, diariamente, a organização de filas no entorno das agências da Caixa Econômica Federal que apresentam aglomerações. Além do trabalho educativo de conscientização sobre a importância do distanciamento social, as equipes realizam a distribuição de máscaras de proteção, panfletos educativos e disponibilizam a higienização das mãos com álcool em gel 70%.

Com o início do novo calendário de pagamento do Auxílio Emergencial, a Caixa Econômica solicitou o apoio da Agefis em 10 agências: Parangaba, Messejana, Praça do Ferreira, Francisco Sá, José Walter, Iracema (Centro), Mister Hull, Bezerra de Menezes, Bom Jardim (Osório de Paiva), Conjunto Ceará. Conforme o órgão, as operações no entorno de agências bancárias contam com o apoio dos agentes da Operação Via Livre, da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC).

Foto: Divulgação