Rede Cuca oferece oportunidades de monitoria para jovens de 16 a 29 anos

22/07/2020 - Marcelo Raulino

Os três equipamentos da Rede Cuca oferecem mensalmente cerca de 5 mil vagas em 28 modalidades esportivas, além de 60 cursos referentes a oito áreas de formação para o público de 15 e 29 anos, prioritariamente.

Uma boa oportunidade para quem tem de 16 a 29 anos está sendo oferecida pela Prefeitura de Fortaleza. Estão abertas até 30 de julho as inscrições para o segundo edital de Jovens Monitores em Psicossocial da Rede Cuca, através da Coordenadoria Especial de Políticas Públicas de Juventude. Serão 27 vagas de monitoria para um período de cinco meses. Os selecionados serão lotados nos CUCAS da Barra do Ceará, no do Jangurussu ou no do Mondubim. As inscrições podem ser feitas aqui e são gratuitas. Basta preencher formulário eletrônico disponibilizado no Canal da Juventude para concorrer as vagas.

A Coordenadoria Especial de Políticas Públicas de Juventude esclarece que os candidatos devem ter experiência comprovada em cursos e projetos da Rede Cuca, além de não ser beneficiado com bolsa ou ajuda de custo em decorrência de qualquer outro edital da Rede Cuca. Os selecionados no Programa de Jovens Monitores em Psicossocial participarão de vivências profissionais junto à rotina da equipe de Atendimento Psicossocial e Promoção de Saúde e promoverão ações em conjunto com a equipe técnica da Rede Cuca. O programa é um é um laboratório de ensino-aprendizagem.

Após a inscrição, os candidatos terão que passar por suas etapas de classificação. Primeiro terão seus currículos analisados e em seguida participarão de entrevistas. Os classificados na primeira etapa serão conhecidos no dia 04 de agosto e o resultado final no dia 11 de agosto. Os três equipamentos da Rede Cuca oferecem mensalmente cerca de 5 mil vagas em 28 modalidades esportivas, além de 60 cursos referentes a oito áreas de formação para o público de 15 e 29 anos, prioritariamente.

Atuação

Os jovens atuarão divulgando as atividades disponíveis, orientando os usuários nos equipamentos, auxiliando no fluxo de atendimento psicossocial e promoção de saúde, acompanhando e facilitando ações nas áreas de formação já descritas, com o intuito de aprofundar conhecimentos, auxiliar a equipes de atendimento psicossocial e promoção de saúde nas atividades, identificar jovens em processo de adoecimento em saúde mental, compor e auxiliar as atividades previstas no plano de prevenção ao suicídio da Rede Cuca.

O objetivo da Rede Cuca é levar para a periferia a oportunidade dos jovens participarem de evento culturais, entre eles: festivais, mostras, exposições, sessões de cinema e espetáculos, além de atividades voltadas ao psicossocial.

Foto: Divulgação/PMF