Prefeitura de Fortaleza estende vacinação contra gripe para toda população nos postos de saúde

21/07/2020 - Marcelo Raulino

Até a presente data, a Capital só atingiu 87% do público alvo e a meta indicada pelo Ministério da Saúde é de 95%.

Campanha de vacinação contra gripe na escola municipal Maria de Lurdes Ribeiro Jereissati- Bairro Tancredo neves

A Prefeitura de Fortaleza abre, nesta quarta-feira (22), os 114 postos de saúde das Capital para vacinar a população contra a Gripe. Oficialmente a Campanha de Vacinação Contra a Gripe, que protege contra H1N1, H3N2 e Influenza B, foi encerrada pelo Ministério da Saúde no dia 30 de junho, mas o Executivo Municipal resolveu estender o prazo e vacinar, além do público-alvo, todos aqueles que quiserem ficar imunizados contra a gripe. Até a presente data, a Capital só atingiu 87% do público alvo e a meta indicada pelo Ministério da Saúde é de 95%.

De acordo com Renata Dias, técnica de imunização da Secretaria de Saúde de Fortaleza, já foram vacinadas 707 mil pessoas do público-alvo. “Vamos abrir a vacinação para toda a população. Mas queremos fazer um chamamento especial para três grupos específicos: as crianças de zero até seis anos; as gestantes e puérperas, que não tenham se imunizado, ainda,   para que procurem um posto de saúde de 7h30 às 18h30, de segunda a sexta”, ressaltou. A vacinação continua enquanto houver estoque de vacinas.

Sarampo

Além da vacinação contra Gripe, a prefeitura também está realizando a imunização contra sarampo até 31 de agosto. A Secretaria de Saúde do Município afirma que as pessoas de 20 a 49 anos que não tomaram ou não sabem se receberam a primeira dose a tríplice viral (que imuniza contra sarampo, rubéola e caxumba) podem se dirigir a qualquer um os 114 postos de Saúde de Fortaleza para receber a dose da vacina. “Essa vacina é seletiva, isto é, vai de acordo com o calendário vacinal da pessoa”, pontuou Renata Dias.

Esta é a quarta etapa da campanha nacional contra sarampo, que tem o objetivo de diminuir as chances de propagação da doença. Renata Dias destaca que até o momento, Fortaleza não possui nenhum registro de caso confirmado de sarampo, o que demonstra que o Município tem conseguido barrar a transmissão do vírus. A Campanha foi iniciada em 07 de outubro de 2019, e contemplou, em sua primeira fase, crianças de seis meses a menores de cinco anos que ainda não tinham sido imunizadas ou que estavam com o esquema de vacinação incompleto.

Dias ressalta que a população de crianças foi 100% atingida na meta mensal. Ela revela que o Ministério da Saúde também implementou a dose zero para crianças a partir de seis meses de idade até 11 meses e 29 dias. “A segunda fase da Campanha ocorreu de 18 a 30 de novembro do ano passado e teve como público-alvo adultos de 20 a 29 anos que não tomaram as duas doses da vacina, ou que estavam com o esquema incompleto. Já a terceira etapa já ocorreu neste ano, entre 10 de fevereiro e 13 de março, sendo voltada para crianças e jovens de 5 a 19 anos que nunca tomaram nenhuma dose ou tinham registrado apenas uma dose na caderneta”, conclui.

Tríplice Viral

A tríplice viral atua contra sarampo, caxumba e rubéola, e consta na rotina de imunização, por isso ela pode ser encontrada durante todo o ano nos Postos de Saúde. As pessoas precisam tomar duas doses para estarem imunizadas: a primeira aos 12 meses e a segunda aos 15 meses, com a tetraviral (sarampo-caxumba-rubéola-varicela). Em casos em que ocorra um surto da doença o Ministério da Saúde orienta que seja aplicada a dose zero em crianças a partir de 6 meses de idade.

Dos cinco até os 29 anos, são indicadas duas doses, com intervalo de 30 dias. Já dos 30 até os 59 anos, uma dose é suficiente. A avaliação da necessidade de vacinar ou não é feita pelos profissionais que atuam nos Postos, a partir da avaliação da caderneta de vacinação do usuário.

Foto: Érika Fonseca