Auxílio emergencial: Caixa inicia pagamento da 3ª parcela; e cerca de 1,1 milhão recebem a primeira parcela a partir deste sábado (27)

26/06/2020 - Adriana Albuquerque

O benefício será creditada em conta digital entre os dias 27 de junho e 4 de julho. O saque em dinheiro será liberado a partir do dia 18 de julho conforme o mês de nascimento

Seguindo com o programa de auxílio aos trabalhadores autônomos durante a pandemia, a Caixa Econômica Federal inicia neste sábado, 27, a liberação da terceira parcela do auxílio emergencial. O beneficio será repassado para as pessoas que receberam a primeira parcela até o dia 30 de abril, um total de 31 milhões de brasileiros. O novo calendários inclui ainda o pagamento da 1ª e 2ª parcelas aos beneficiários dos Lotes 2 e 4.

Em entrevista virtual nesta sexta-feira, 26, o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, detalhou o calendário de pagamento, anunciando ainda o pagamento da segunda parcela para 8,7 milhões de beneficiários que receberam a primeira parcela entre 16 e 29 de maio. A Caixa também inicia a partir de amanhã, o crédito da primeira parcela para 1,1 milhão de beneficiários do lote 4.

O auxílio será creditado em uma conta digital, mesmo aqueles que indicaram conta de outro banco no cadastro. Os beneficiários poderão utilizar os recursos por meio do cartão de débito virtual, disponibilizado no aplicativo Caixa Tem, para compras pela internet ou por meio de maquininhas em lojas físicas. Também é possível realizar o pagamento de boletos e de contas de água, luz, gás e telefone.

Saque em dinheiro

Para as pessoas que escolherem a opção do saque em dinheiro, o calendário de pagamento inicia no dia 18 de julho, de acordo com o mês de nascimento. Ao passar da data o saldo remanescente na poupança digital será transferido automaticamente para a conta que o beneficiário indicou no cadastro, sendo da Caixa ou conta em outro banco. Nas datas a seguir poderão sacar os beneficiários dos Lotes 1, 2 e 4.

  • 18 de julho – nascidos em janeiro
  • 25 de julho – nascidos em fevereiro
  • 1 de agosto – nascidos em março
  • 8 de agosto – nascidos em abril
  • 15 de agosto – nascidos em maio
  • 29 de agosto – nascidos em junho
  • 1 de setembro – nascidos em julho
  • 8 de setembro – nascidos em agosto
  • 10 de setembro – nascidos em setembro
  • 12 de setembro – nascidos em outubro
  • 15 de setembro – nascidos em novembro
  • 19 de setembro – nascidos em dezembro

Bolsa Família e terceiro lote de beneficiários

Com o pagamento do auxílio iniciado no dia 17 de junho, os beneficiários do programa Bolsa Família recebem de acordo com o calendário do programa, sempre nos últimos dez dias de cada mês. Até o momento a Caixa pagou a terceira parcela do benefício para quem tem o final do Número de Identificação Social (NIS) entre 1 e 8, concluindo o repasse na próxima terça-feira, 30 de junho.

Para os trabalhadores com a primeira parcela liberada no mês de junho (Lote 3), o presidente da Caixa explicou que esse grupo já recebeu a primeira parcela nas contas digitais desde o dia 16 de junho e o saque em dinheiro poderá ser feito entre 6 e 18 de julho, também de acordo com o mês de nascimento. O pagamento da segunda parcela para esses beneficiários ainda depende de autorização do Ministério da Cidadania e da Empresa de Tecnologia e Informações da Previdência Social (Dataprev).

>>> Mais informações: Auxílio emergencial: novos beneficiários começam a receber a primeira parcela

Auxílio emergencial pode ser solicitado até 2 de julho

O prazo para a solicitação do Auxílio Emergencial, benefício de R$ 600,00 concedido pelo Governo Federal, vai até o dia 2 de julho. Segundo a Caixa Econômica, mais de 54 milhões de brasileiros já receberam o auxílio. Desses, cerca de 2 milhões ainda não sacaram os valores. Esses cidadãos têm um prazo de até 90 dias para sacar os valores, conforme regulamentação da lei 13.982, que instituiu o benefício. Caso não saquem, a verba volta para o Tesouro Nacional. 

O auxílio é destinado aos trabalhadores informais, microempreendedores individuais, autônomos e desempregados, como forma de fornecer proteção emergencial no enfrentamento à crise causada pela pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

Com informações da Agência Brasil

Foto: Mateus Dantas