Fortaleza registra em duas semanas redução de casos diários de Covid-19

15/06/2020 - Marcelo Raulino

O levantamento aponta também uma redução do incremento de casos diários, o quem vem consolidar a tendência de “achatamento” da curva de casos confirmados.

Praça do Ferreira durante pandemia do corona vírus

O Boletim Epidemiológico, divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde da Prefeitura de Fortaleza, referente a 24ª Semana Epidemiológica para Covid-19, confirmou a desaceleração de casos da doença nas duas últimas semanas. Até o dia 12 de junho, 30.130 casos foram confirmados, por critério laboratorial, em residentes de Fortaleza. Dos testes realizados, 41% têm indicado positividade para a doença. O levantamento aponta também uma redução do incremento de casos diários, o quem vem consolidar a tendência de “achatamento” da curva de casos confirmados.

Pela análise da SMS, a redução do tempo entre a data da coleta e a liberação do resultado do teste laboratorial, sobretudo pelo LACEN-CE, observada recentemente, tem tornado a análise mais precisa, e tende a sofrer menor interferência da confirmação tardia de casos suspeitos. Na linha do tempo da pandemia na Capital cearense, dois momentos distintos são destacados:  uma primeira onda epidêmica até o fim de março, e outra de maior magnitude que cresceu a partir do início de abril até meados de maio, quando teve início a consistente tendência de redução do número diário de casos.

Já entre os dias 01 a 10 de junho, a proporção de positividade das amostras de residentes de Fortaleza analisadas pelo LACEN-CE alcançou 41%. A Secretaria destaca que o aumento da liberação do resultado dos exames, diminuiu consideravelmente o número de casos que estavam suspeitos. Dessa forma, mesmo que todos resultados pendentes fossem positivos, o impacto no formato da curva seria mínimo.  O declínio dos casos novos ainda poderia, em tese, ser interrompido e até revertido por fatores externos que induzissem um veloz e significativo aumento da circulação viral

Óbitos

No município de Fortaleza já foram confirmados 2.966 óbitos por Covid-19 desde a ocorrência da primeira morte. Após uma desvio ascendente da curva na segunda quinzena de abril, o crescimento do número de mortes a cada 24 horas ganhou velocidade e se estendeu até os primeiros dez dias de maio. A partir daí, se observou uma tendência inversa, de estabilização da curva, que reflete uma redução dos eventos fatais registrados diariamente. A média diária de mortes chega a 37,1 fatalidades.

A liberação mais célere dos resultados dos exames reduziu de 290 mortes que aguardavam resultado para 48, em apenas uma semana, possibilitando uma análise mais robusta e acurada da tendência de mortalidade. Entre as semanas epidemiológicas o pico de óbitos ocorreu na SE 20, com média de 81,7 mortes, por dia.

Grupo etário e sexo

Com relação a distribuição dos casos e óbitos por Covid-19 segundo o grupo etário e sexo observa-se seguinte: 68% dos casos e 23% das mortes foram confirmados na população de 20-59 anos; 29% dos casos e 76% das mortes foram confirmadas no grupo com 60 anos e mais, e a maioria dos pacientes que morreram eram homens (57%). Já com relação ao pacientes recuperados por sexo e faixa etária, do total de 21.179 pacientes acometidos que se recuperaram, 55% (11.679) são do sexo feminino e a maioria concentrada na faixa etária de adultos de 20 a 59 anos (72%).

Fotos: Érika Fonseca