Covid-19: taxa de ocupação em leitos de UTI se aproxima de 100%

12/05/2020 - Ana Clara Cabral

Os Indicadores da Covid-19 são atualizados diariamente no portal IntegraSUS

De acordo com dados atualizados do IntegraSUS desta terça-feira, 12, a taxa de ocupação de leitos de UTI da rede pública e privada para o tratamento da Covid-19 na capital cearense é de 96,29% dos leitos de UTI’s e 86,14% dos leitos de enfermarias. Estes dados referem-se aos 1.251 leitos de enfermaria e 688 leitos de UTI’s, distribuídos em 13 hospitais públicos e 8 privados na capital.

Tendo em vista que alguns hospitais da cidade já operaram com 100% de suas capacidades e outros começam já chegar ao limite de vagas existentes, o isolamento social rígido apresenta-se ainda mais necessário em Fortaleza para evitar um colapso na rede de saúde.

De acordo com dados registrados ontem (11), pela empresa de tecnologia de geolocalização InLoco, o Ceará obteve uma taxa de 50,3% de obediência ao decreto de isolamento social rígido. O ideal determinado pelo Governo do Ceará é de 70%.

O isolamento social rígido foi decretado pelo Governo Estadual do Ceará na última sexta (8), tem atual vigência até 20 de maio. De acordo com o governador Camilo Santana (PT), decisão foi tomada após diversas reuniões com as autoridades sanitárias estaduais e municipais, seguindo orientações da Organização Mundial da Saúde.

A medida anunciada como principal alternativa no enfrentamento à pandemia no epicentro da doença no Ceará, que é em Fortaleza, estabeleceu novas regras de prevenção e cuidado, como a obrigatoriedade do uso de máscara, restrição maior de circulação de pessoas e veículos, além de barreiras policiais nas entradas e saídas da Capital.

Por não existir ainda vacina contra o Coronavírus, a melhor forma de evitar o contágio da doença que tem alta velocidade de propagação e grande taxa de mortalidade, até o momento, é o distanciamento entre as pessoas. “Tudo que fazemos é para preservar vidas. Por isso a importância do diálogo, envolvimento e engajamento de todos os cidadãos para o cumprimento das medidas necessárias”, frisou o governador do Estado.

Foto: Divulgação/PMF