A Câmara realizou nesta terça-feira, 03, Sessão Solene para homenagear o Núcleo de Ação Social Logos, mais conhecido como Lar Batista e os Anjos da Adoção, requerimentos do vereador Jorge Pinheiro (DC), aprovados por unanimidade. A sessão foi presidida pelo propositor das homenagens, no ato representando o presidente da Casa Legislativa, Antônio Henrique. A mesa de honra foi composta pelo promotor da segunda promotoria de Justiça da Infância e Juventude, Dairton Oliveira; pela diretora do Lar Batista e Anja Mãe, Adriana Meireles Brasileiro; pelo secretário-executivo da Convenção Batista, Parmenas Coelho; pelo presidente do Núcleo de Ação Social Logos, Ednardo Castelo Branco Brasileiro; por Fábio Meireles, sociólogo; Suyanne Coelho Arraes Leite, representando o Coletivo dos Pais Pretendentes a Adoção e o vereador Iraguassú Filho (PDT).

Em sua saudação aos presentes, o vereador Jorge Pinheiro disse que a dupla homenagem foi feita para celebrar “os dois projetos de Deus, iluminados por nosso criador para fazer a diferença na nossa sociedade. O Lar Batista é para onde vai o bebê resgatado pelos Anjos. Essas entidades cuidam do maior patrimônio da nossa sociedade que são as nossas crianças”. frisou. O vereador falou sobre a questão do aborto e a situação de mulheres que se arrependem do ato. “Deus dará a vocês a recompensa pelo trabalho em prol da adoção e do acolhimento”, ressaltou.

O vereador Iraguassú Filho falou dos projetos de sua autoria que protegem a criança em processo de adoção e entende que os locais de acolhimento devem ser o último local que a criança deve ser levada. Citou uma indicação de sua autoria que criou o projeto Família Acolhedora, que foi encampada pela Prefeitura e que hoje é uma realidade. Falou ainda sobre a parceria com a Justiça que facilitou a habilitação dos pretendentes, “com isso as adoções que aconteciam meses depois da solicitação, hoje ocorrem no máximo 30 dias. São ações simples que fazem a diferença,” destacou.

Falaram em seguida o promotor Dairton Oliveira, que elogiou os dois projetos. O secretário-executivo da Convenção Batista, Parmenas Coelho, ressaltou que os índices de recuperação das ‘cristolândias’ como chamam as casas de adoção, é bem superior ao que ocorre comumente, pois são dadas opções aos indivíduos para escolherem seus caminhos.

A palavra foi concedida a um casal que adotou uma criança para dar seu testemunho – os senhores Francisco Bastos e Eugênia: “Fizemos o seminário da Família em 2015. Tínhamos uma filha de 15 anos e resolvemos adotar, mas de maneira legal. Levamos seis meses para entrarmos na fila de adoção. Pedimos uma criança de dois anos. Depois demorou um ano e meio para recebermos a resposta. Nessa época entramos no vocacional do Shalom, que recebeu o nome de João Paulo II. Recebi um telefonema que uma criança estava no meu cadastro para adoção, e coincidentemente seu nome era João Paulo. Mas não vamos ficar só nele. Vamos reativar o cadastro e adotar novamente. Não há diferença entre filho adotado e biológico. Hoje nosso propósito é incentivar outros casais para adoção”, disse.

Em seguida teve início as homenagens da noite com a entrega de certificados. Os homenageados pelos Anjos da Adoção foram: Sandra Morais Costa; Eveline Morais Costa; Fátima Alexandra Sousa Alves; Sherli Santos de Sousa; Adriana Meireles Brasileiro. Pelo Lar Batista: Igreja Batista Cais, Antônio Esio Almeida Silva; Maria Helena Carvalho Almeida; Grupo Amare; Pedro Henrique Lima Farias; Parmenas Moreira Coelho; Convenção Batista; Colégio Batista Santos Dumont e Igreja Batista Monte Castelo.

Foram homenageados também: SBC Solidaria; Ana Cristina: Pedro Paulo Aguiar, Naiana Couto; Clarissa Pontes Aguiar e Dairton Oliveira; Igreja Batista Logos, Francisco Brasil da Silva; Francisco Bastos Sampaio Neto; José de Freitas Lima Júnior; José Elisaldo de Lima; Maria Lúcia de Lima; Ester Gomes Avelar Lima; Cláudio Antônio Fernandes de Almeida; Fábio Tavares Meireles; Marcelo Meireles Brasileiro; Danilo Meireles Brasileiro; José Ariston Silva de Oliveira; Ana Paula Silva da Cunha; Núcleo de Ação Social Logos.

A diretora do Lar Batista e Anja Mãe, Adriana Meireles Brasileiro agradeceu em nome de todos os homenageados. “Todos conhecem o Lar Batista e alguns fazem parte da nossa história. Quando nos foi falado da possibilidade dessa homenagem não poderia deixar de agradecer a todos. Poderiam ser mais de 100 certificados, pois a gratidão é uma dádiva de Deus. Então vamos agradecer também o vereador Jorge Pinheiro pelo apoio ao Lar Batista, também com um certificado; o Tiago, assessor do vereador, que sempre esteve nos atendendo muito bem na elaboração do projeto, virou um padrinho também e o terceiro é para Petrus Cavalcante, também assessor do Jorge Pinheiro, que nos ajudou muito na construção do projeto. Guardem essa palavra no coração – obrigado a todos, essa homenagem é uma conquista. São 14 anos de trabalho mantidos por doação. São gigantes derrotados a cada dia. Como na Bíblia, Davi usou pedrinhas para derrotar o gigante, Deus nos deu pedras preciosas para vencermos as batalhas!” concluiu.

Fotos: André Lima