Pela liderança da oposição, o vereador Soldado Noelio (PROS), utilizou a tribuna da Câmara Municipal de Fortaleza nesta quinta-feira, 13, para lamentar a morte de mais um agente da Segurança Pública do Ceará. O parlamentar, retratando o momento de pesar da família do agente penitenciário Antônio Rodrigues Pessoa, questionou as ações implementadas pela Governo do Estado no combate a violência e ao crime organizado.

“O Governo do Estado não tem coragem e gestão para cuidar da Segurança Pública, mais um agente penitenciário é assassinado. Este é um momento para a população refletir bastante em quem vai votar”, apontou o parlamentar. Falando sobre a “violência desenfreada” que acomete a cidade de Fortaleza e o estado do Ceará, Soldado Noelio cobrou uma política de proteção e valorização dos agentes penitenciários. “Os agentes pedem socorro e não é de agora!”, atentou.

Soldado Noelio retratou as condições de trabalho nas penitenciárias do Estado e como esses profissionais estão à mercê do crime organizado. Segundo o parlamentar o sentimento entre os agentes é “de quem será a próxima vítima”.

Outro problemática apontada por Soldado Noelio são as condições ofertadas aos presos, com acesso a aulas de Ioga, televisão e acesso a celular. O vereador falou ainda da criação do parlamento do crime e da falta de vistorias nos presídios, colocando a vida dos agentes penitenciários em risco. “Quero pedir que o Ministério Público apure as denuncias dos agentes penitenciários sobre as ameaças de morte e as execuções. É com muita tristeza que faço essa denuncia e saio daqui para sepultar mais um pai de família”, pontuou.