Na manhã dessa sexta-feira, 15, no Auditório Murilo Aguiar, da Assembleia Legislativa do Ceará, aconteceu o debate sobre a Reforma da Previdência, PEC – n°6/2019, cujo projeto tramita no Congresso Nacional. A audiência pública contou com a presença do presidente da Câmara Municipal de Fortaleza, vereador Antônio Henrique (PDT), e dos vereadores Gardel Rolim (PPL) e Didi Mangueira (PDT).

Quem abriu o evento foi o presidente da Assembleia, deputado José Sarto (PDT), que falou da importância da discussão do tema para a população. Logo, passou a fala para o deputado Evandro Leitão (PDT), que disse: “Como parlamentares, tendo a função de legislar e fiscalizar o executivo, temos também a missão de provocar as discussões, de apresentar proposituras para os representantes de Brasília”.

De acordo com o presidente da Câmara Municipal de Fortaleza, Antônio Henrique, a Casa já tem um requerimento aprovado para a discussão desse tema, que contará com a participação dos deputados. “É importante que todos acompanhem os detalhes dessa reforma que vai afetar diretamente a população, e a Câmara Municipal não poderá ficar de fora desses processos”, falou.

O senador Cid Gomes (PDT) teve a oportunidade de se expressar e enfatizou o papel da Assembleia em estimular a Câmara ao debate. “O nosso desafio é tornar a linguagem dos técnicos acessível e mobilizar os cidadãos pela defesa de seus direitos”, afirmou.

Foto: Evilázio Bezerra

Na ocasião, o ex-ministrio Ciro Gomes (PDT) contribuiu ao debate e lembrou que a sensação de desalento com o governo pode ser superada pela inteligência. Ele avisou que “apostar no fracasso do governo e se omitir de contribuir pode não ser uma boa saída”, e clamou pelo envolvimento da população.

Além disso, o deputado Mauro Filho (PDT), dedicado à temática da Reforma da Previdência, teve seu discurso aguardado no evento, garantiu o compromisso no auxílio da transparência do Projeto e esclarecimento de possíveis dúvidas dos ouvintes.

Lideranças sindicais e representações de entidades como Sindicato dos Fazendários do Ceará (Sintaf), Sindicato dos Professores e Servidores da Educação e Cultura do Estado e Municípios do Ceará (Apeoc) e Ministério Público (MP), entre outros, foram convidadas para a solenidade e tiveram momento de participação, com perguntas inscritas, oportunidade também ofertada ao público.

Foto destaque: Junior Pio