Ao fazer uso da Liderança Partidária na sessão ordinária desta terça-feira, 23, o vereador Pedro Matos (PSDB) comemorou a decisão do Congresso Nacional, que derrubou na última quarta-feira, 17, o veto 32/2018 do presidente Michel Temer ao piso salarial dos Agentes Comunitários de Saúde e de Combate às Endemias. De acordo com o parlamentar, com a derrubada do veto, voltará a valer a remuneração nacional da categoria prevista na medida provisória MP) 827/2018, de iniciativa do deputado Raimundo Gomes de Matos (PSDB), aprovada em julho pelo Congresso.

“Retorno à Tribuna hoje no sentido de reiterar o compromisso do nosso mandato com os Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de Combate às Endemias de todo o país. Registro aqui uma vitória que foi a derrubada do veto do presidente Michel Temer, mantendo o piso salarial dos Agentes. Profissionais que fazem com que a saúde pública seja a mais bem-feita de todo o país e não poderia deixar de mencionar o meu pai, que foi autor da medida provisória do reajuste salarial para a categoria, e da criação do Plano de Cargos e Carreiras.”, ressaltou.

O parlamentar ainda pontuou sobre a contribuição do então senador Tasso Jereissati (PSDB) para os profissionais. “Registrar também aqui que a história dos Agentes de Saúde se confundem com a história do senador Tasso Jereissati, que enquanto governador implantou o programa ‘Agentes Comunitários de Saúde’, e hoje é uma realidade no Brasil afora. Não se trata de mais um programa, e sim de uma profissão consolidada na Constituição Federal do Brasil. Fica aqui o meu registro e parabenizo todos os profissionais por se tratar de uma categoria organizada que mostrou a sua importância para a saúde do país.”, frisou.

Foto: Érika Fonseca.