A Câmara Municipal de Fortaleza concedeu na tarde desta sexta-feira, 24, o Título de Cidadã de Fortaleza à primeira-dama, Michelle Bolsonaro, representada na ocasião pela ministra de Direitos Humanos, Damares Alves. A homenagem, de autoria da vereadora Priscila Costa (PRTB), foi realizada no Colégio Militar de Fortaleza, e contou com a presença de diversas autoridades. A solenidade foi conduzida pelo presidente do Legislativo Municipal, Antônio Henrique (PDT).

A abertura do evento contou com a apresentação do cantor Ítalo, que executou o hino nacional brasileiro na sanfona. Após o hino, Ítalo também cantou uma música de sua autoria, exaltando o amor pelo estado do Ceará. Logo em seguida, o cerimonial apresentou a trajetória da homenageada.

Natural de Ceilândia, interior do Distrito Federal, Michelle Bolsonaro, é a mais velha de cinco irmãos e cresceu em meio a uma família católica mas tornou-se evangélica. Trabalhou como demonstradora de vinhos, e em 2004 passou a atuar como assessora parlamentar na Câmara dos Deputados. Em 2006 começou a trabalhar com Jair Bolsonaro e um ano depois se casou com o parlamentar, atual presidente do país. Em seu discurso na posse presidencial, Michele falou em libras e agradeceu pela oportunidade de ajudar aos mais carentes.

A vereadora Priscila Costa, autora do requerimento, destacou a honra e a alegria de poder reconhecer o trabalho de Michelle Bolsonaro, concedendo-lhe a cidadania fortalezense. “Hoje ocupo espaço na política e testemunhei a coragem da nossa primeira-dama em seu discurso na posse presidencial, representando a mulher comum, aonde ela fez questão de dizer que mulheres comuns podem mudar o Brasil. No seu anonimato ela deu voz a quem não tinha. Que orgulho podermos hoje ter uma representante da nossa nação, representando o brilhantismo da mulher comum”, ressaltou.

O vereador Jorge Pinheiro (DC) apontou a importância da honraria como forma de reconhecimento. “Fui relator do projeto e pude com outros colegas aprovar, mostrando que Fortaleza sabe lidar com as diferenças. Alguns quiserem se posicionar de maneira contrária mas os vereadores sabem da importância e do reconhecimento que a primeira-dama tem, principalmente no trabalho relacionado as pessoas com deficiência. E a partir disso nós queremos desenvolver diversos outros trabalhos, que através do apoio da Michelle e da ministra Damares vão ser investidos aqui na cidade de Fortaleza. É uma grande alegria saber que essa parceria se inicia”, pontuou.

Entrega do Título de Cidadã de Fortaleza

A entrega do Título foi realizada pela vereadora Priscila à ministra Damares Alves, que ressaltou a honra e responsabilidade de representar Michelle na ocasião.“É uma mulher cristã, que não tem vergonha de expressar a sua fé. Uma mulher comum, mas com uma causa, que emocionou o Brasil, não só na posse do presidente, mas também quando tem a oportunidade de vir a público e conduzir as suas ideias e convicções, além de ações. A menina que conhecemos nos corredores da Câmara dos Deputados continua sendo a nossa primeira-dama, e ela trouxe a causa das doenças raras e das pessoas com deficiência ao governo. Quando perguntam o por quê desse Título digo que é mais do que merecida essa justa homenagem a Michelle, que está nos bastidores trabalhando para mudar a nação”, relatou.

Damares anunciou que a primeira-dama está trabalhando em um projeto que visa ampliar o voluntariado no Brasil. “Ela acredita na força do povo brasileiro e está agora com um desafio grande de assumir o maior voluntariado que o país já viu, e me disse que pretende iniciar esse projeto pelo Ceará. Ela tem uma paixão pelo Ceará e pelo Nordeste, e quer mudar a realidade do sertão nordestino”, destacou.

Não estando presente na ocasião, a primeira-dama Michelle Bolsonaro mandou um vídeo agradecendo a concessão do Título. “Sinto-me honrada pelo Título que ora carrego. Agradeço a Priscila, e aos vereadores que subscreveram, as crianças com deficiências que preparam cartas, aos alunos da escola de libras de Maracanaú, a ministra pela representação. Me sinto agraciada não só pelos laços familiares mas também pelo amor que tenho por esta terra. Seguirei na minha luta para que o Ceará seja representado”, destacou Michelle no vídeo.

Durante a solenidade, João Eudes de 8 anos e portador de uma doença rara entregou à ministra uma lembrança e pediu que o governo olhasse para a causa das doenças raras. “Vocês são a nossa esperança e espero que ajudem a nossa causa”. Logo em seguida houve a apresentação da Orquestra de Jovens e Adolescentes Jacques Klein, do Instituto Beatriz e Lauro Fiúza.

Mesa e autoridades presentes

A mesa foi composta pelo presidente da Câmara Municipal, vereador Antônio Henrique (PDT); pela vereadora Priscila Costa (PRTB); pelo comandante da 10ª Região Militar, Fernando José Soares da Cunha Mattos; pelo deputado federal Capitão Wagner (PROS); pela ministra de Ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves e pela médica Mayra Pinheiro, Secretária de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde, representando o Ministro da Saúde, Henrique Mandetta.

Também estiveram presentes na solenidade, os vereadores Jorge Pinheiro (DC), Sargento Reginauro (sem partido), os deputados estaduais Soldado Noelio (PROS), Fernanda Pessoa (PSDB), Dra. Silvana (PR), Delegado Cavalcante (PSL), André Fernandes (PSL), Érika Amorim (PSD), além do secretário Municipal dos Direitos Humanos e Desenvolvimento Social, Elpídio Nogueira.

Foto: Érika Fonseca