Durante a sessão ordinária desta quarta-feira, 11, a Câmara Municipal de Fortaleza abriu espaço no horário destinado ao Grande Expediente, para a apresentação do grupo teatral Avia. A companhia abordou a temática do suicídio, no contexto do setembro amarelo. A peça intitulada Diomedes, buscou inspiração no guerreiro que foi transformado em pássaro pela deusa Afrodite, na flauta mágica do Mozart e nos sofrimentos do Jovem Werther do Goethe.

A dramaturga, Neide Oliveira, abordou os pontos essenciais da questão, evitando gatilhos e insinuações, deixando claro que a prevenção, o diálogo e a busca por ajuda podem ser exímios auxiliares nessa temática. Tendo como base essas referências artísticas, bem como pesquisa e entrevistas, a esquete Diomedes, traz de forma leve, sensível e poética a reflexão sobre a depressão, o isolamento social e os pensamentos suicidas.

“Como fazer com que a pessoa desistia de cometer suicídio? Às vezes sendo o outro na vida dessa pessoa. Ser o outro é sair muito de si. É deixar às vezes de dormir para ficar em uma ligação até a hora da crise passar. Gastar o seu tempo com outro ser humano é algo necessário e carente nos dias de hoje. Essa esquete que apresentamos dura 15 minutos, o tempo de uma crise”, evidenciou Neide Oliveira.

Sinopse

Diomedes gosta de música clássica e de manter o seu lugar arrumado, apesar de tudo o que possui guardado no local que ele chama de casa. O dia é “especial” para Diomedes agora que encontrou seu relógio e confirma o que já sabia: 15 minutos. Titus aparece, uma figura estranha que mudará completamente o destino do tempo que Diomedes tem cronometrado.

Sobre o Grupo

O Grupo Avia de Teatro é um grupo jovem que foi formado por alunos oriundos do Curso de Princípios Básicos de teatro (CPBT) do Teatro José de Alencar, alunos do Curso de Teatro do Instituto Federal do Ceará (IF-CE) e atores oriundos de outras companhias teatrais.

Saiba Mais:

As formas de conscientização e prevenção do suicídio foram discutidas em audiência na CMFor


Matéria exibida pela TV Fortaleza – Reportagem de Poliana Costa.

Fotos: Érika Fonseca.