A Câmara Municipal de Fortaleza realizou, nesta sexta-feira (17), Sessão Solene para a entrega Título Cidadão de Fortaleza ao
tenente-coronel da Polícia Militar, Ricardo Almeida Porto. A homenagem foi proposta pelo projeto de decreto legislativo 776/2016, de autoria do então vereador Salmito Filho, por iniciativa do vereador Dr. Porto (PRTB). A sessão foi presidida pelo vereador Idalmir Feitosa (PR), primeiro-secretário da Mesa Diretora, no ato representando o presidente da Casa, vereador Antônio Henrique (PDT).

A mesa solene contou com a participação do General de Divisão, Fernando José da Cunha Matos, comandante da 10ª Região Militar; do General de Brigada, Alexandre de Almeida Porto, comandante da Primeira Brigada de Artilharia Antiaérea; coronel Alex Pereira de Sousa, comandante da Base Aérea de Fortaleza; comandante José Roberto, representando o capitão de Mar e Guerra, Madson Cardoso Santana; Coronel PM, Jânio Emanuel Marinho, representando o coronel Alexandre Ávila, comandante-geral da Polícia Militar; Robson Loureiro, diretor da UNIPACE, representando o mandato do deputado estadual Salmito Filho e o propositor da sessão, o vereador Dr. Porto.

Em suas palavras de saudação ao homenageado e aos presentes, o vereador Dr. Porto falou da honra de realizar a homenagem. “Minha vida tem muitas coincidências com a do tenente-coronel Ricardo Porto. Quando o conheci a empatia foi à primeira vista. Quero agradecer o deputado Salmito pela confiança e o presidente da casa Antônio Henrique que acatou nossa propositura. As coincidências são muitas. Ele fez seleção do Colégio Militar. Eu fiz duas vezes para poder passar e ganhei. Lá não aprendemos apenas as matérias, mas somos preparados para a vida. Todos os alunos do Colégio MIlitar têm uma DNA, que é fazer a coisa correta”, ressaltou.

O vereador destacou que o tenente-coronel chegou a Fortaleza ainda adolescente e aqui ficou raízes. “Tem muito trabalho prestado à cidade. Participou da comissão de criação do Colégio da Polícia Militar, ocupou vários cargos importantes e atuou na formação de muitos jovens, pautando sua atuação na educação e disciplina, seja na Academia ou na Universidade. Que as novas gerações possam ter no tenente-coronel um espelho da vida. Um homem honrado, que por tantas ações em prol de nossa capital, é merecedor dessa homenagem. O senhor muito fez e muito fará ainda por Fortaleza. Parabéns!

Em seguida aconteceu a solenidade de entrega do título de cidadão de Fortaleza ao homenageado pelo vereador Dr. Porto. Ato contínuo, o tenente-coronel Ricardo Porto fez seus agradecimentos, inicialmente a seus familiares, pais, o irmão e cunhada, a sua esposa Marta Porto e os filhos Raísa, Emanuel e Pedro Artur. “Não poderia deixar de congratular os familiares e amigos que estão juntos conosco em momentos como esse, sempre torcendo por nossas vitórias”.

Ele enfatizou a alegria e o orgulho de ser reconhecido, de fato, como cidadão da cidade que o acolheu, ainda nos tenros anos da adolescência. “Agora me sinto abraçado pela cidade. Amo esse município, por tudo que recebi e recebo dele. A cidadania permite direitos políticos, mas quando vincula o cidadão gera um sentimento de amor. Agora imagine, todos esses sentimentos recebidos de uma cidade que não é a sua. O título se reverte de grande representatividade. Minha eterna gratidão por poder agora compartilhar o direito de ser cidadão de Fortaleza. Agradeço, também ao Exército por ter propiciado minha formação e também declaro minha gratidão à Polícia Militar por tantas oportunidades, como a de participar da criação do Colégio Militar, entre tantas outras”, finalizou.

Perfil

Em 27 de fevereiro de 1971, na Base Aérea de Santa Cruz, no município de Rio Janeiro, nasce Ricardo Almeida Porto, filho de Amauri da Silva Porto e Joeli de Almeida Porto. Que aos 12 anos ingressou no colégio militar de Belo Horizonte e depois com a transferência de seu pai para Fortaleza ingressou no Colégio Militar de Fortaleza onde concluiu o segundo grau. O ingresso na Academia Edgar Faco, bacharel em segurança pública e brilhante carreira na Polícia Militar do Ceará, carreira que correu por vários postos, até que 2015 foi promovido para tenente-coronel, posto que se encontra até hoje

Oficial subalterno do batalhão de choque, depois da primeira companhia do 5º batalhão. Participou da comissão da criação do Colégio Militar, permanecendo por cinco anos quando foi de professor a coordenador, assumiu o estado-maior da capital. Em 2005 passou a integrar a casa militar do Governo. Durante sua carreira recebeu inúmeras homenagens no Ceará e outros estados. Diante sua vertente para o ensino foi professor do curso de graduação em pedagogia na UVA e MBA Segurança de Eventos da Unifor. Foi professor e instrutor de vários cursos da corporação da Academia da Polícia Militar. Hoje, em atendimento a convite é chefe de cerimonial do Governo e pertencendo o efetivo da casa Militar do Governo do Estado

Fotos: André Lima