A Câmara Municipal de Fortaleza realizou nesta quarta-feira (26), no auditório Amadeu Arruda, Sessão Solene em comemoração ao Dia do Artesão. A homenagem foi proposta pelo vereador Márcio Martins (PROS), por intermédio do requerimento 026/2019, aprovado por unanimidade pele plenário da CMFor. A sessão foi presidida pelo próprio vereador Márcio Martins, que destacou que a tecnologia trouxe muitas modificações na vida das pessoas, muitas profissões ficaram ultrapassadas e até mesmo acabaram ou foram substituídas, “mas existem outras que permanecem mesmo com o passar dos anos e com toda inovação trazida pela tecnologia justamente por sua peculiaridade. Uma dessas profissões é a de artesão”.

Em sua saudação aos presentes, Martins frisou que o principal motivo da profissão de artesão ainda existir, e com muita força “é em função da cultura de cada região, tanto em nosso país como em várias partes do mundo”. O vereador disse que os artesãos comemoram sua data no dia de São José, padroeiro da categoria. “A Bíblia usa a palavra tektor, que quer dizer aquele que trabalha com as mãos, para descrever a atividade do pai de Jesus Cristo, e que ele ensinou ao filho. Por isso, é de fundamental importância agraciar esses profissionais que exercem um labor secular”, argumentou.

“É necessário entender que a homenagem é justa, mas não pode ficar só nisso. Por isso, aqui na Câmara iniciamos uma preocupação com a política pública, e por isso estão sendo discutidas várias leis. Hoje terminamos de discutir uma das leis mais importantes da cidade que é o Código da Cidade, que tem 1002 artigos que tratam das mais diversas. Verificamos que não existia nenhum artigo relacionado ao artesanato. Por isso, alteramos de maneira clara quem é ambulante e quem é artesão, para que as pessoas não confundam”, sentenciou.

Outro ponto citado pelo vereador que foi modificado é relativo as feiras livres. Para que possam ter um espaço assegurado, em lei, para o artesão e diversos outros pontos. “Finalizo aqui lembrando que claro que o momento hoje é de comemoração, mas também de vitória da política pública, que é o principal papel dessa casa. Conseguimos reduzir as taxas de alvarás de funcionamento para 1%, uma vitória de todos,” comentou o vereador.

Em seguida foram feitas homenagens a alguns artesões, que receberam um certificado comemorativo ao seu dia. Foram homenageados: Afro Moura Negrão Júnior; Francisco das Chagas Tadeu Diógenes Cunha; Alzimira Cruz da Fonseca; Francisco Cláudio Alencar Araripe Rocha; Fátima Regina Camurça; Elano Martins Guilherme, João Evangelista Silva de Lima; José Tarcísio Teodósio Ramos; Maria Alexandrina de Souza, Cleonice Carvalho Barbosa e Ivan Patrício Soares. Em nome dos homenageados falou Francisco Cláudio Alencar Araripe Rocha.

Fotos: André Lima