Pelo tempo do Pequeno Expediente, na sessão ordinária desta quinta-feira, 14, o vereador Benigno Júnior (PSD), defendeu a criação de regras para determinar os limites e assegurar uma convivência harmônica entre os motoristas de táxi, Uber e 99 pop. De acordo com o parlamentar, as Cooperativas de táxi são credenciadas e pagam para operar na rodoviária de Fortaleza e no Aeroporto Internacional Pinto Martins, porém conforme o relato dos taxistas, o espaço vem sendo ocupado por motoristas de aplicativos.

“O que está acontecendo hoje é uma verdadeira invasão de táxi não credenciado, de carros por aplicativos, operando e tirando clientes dos táxis cooperados que pagam para operar. Se a pessoa pediu o Uber no seu celular não tem problema, mas eles estacionam o carro, descem no saguão do aeroporto e abordam quem está chegando oferecendo a corrida, e na rodoviária do mesmo jeito. Então vou procurar a Secretaria de Conservação, o Detran, para entrarmos num acordo e buscarmos regras que assegurem a convivência harmônica dessas categorias”, defendeu.

Segundo Benigno, as Cooperativas juntas possuem cerca de 237 veículos e pagam por mês em torno de R$ 100 mil para operar no aeroporto e R$ 25 mil na rodoviária. “São cerca de 400 pais de família que pagam para estar lá. Já nos aplicativos estima-se mais de 30 mil pessoas operando, portanto temos que estabelecer limites e avançar no debate”, afirmou.

Foto: Érika Fonseca