Pelo tempo do Grande Expediente, na sessão ordinária desta terça-feira, 27, o vereador Adail Júnior (PDT) foi à tribuna falar sobre o caso dos vendedores ambulantes dos terminais de ônibus, presentes hoje na Galeria do Plenário da Câmara Municipal de Fortaleza. A reivindicação dos trabalhadores é de que desde a terceirização da administração dos terminais de ônibus de Fortaleza por uma empresa privada, os vendedores são ameaçados e expulsos dos terminais.

O vereador Adail Júnior, assim como a maioria dos parlamentares da Casa, apoiam a causa dos vendedores ambulantes. Durante a sessão de hoje foi criada uma Comissão para acolher representantes da categoria. Na ocasião, Dr. Porto ligou para o secretário José do Carmo, na expectativa de um prazo de 30 dias para articulação dos vereadores. “Apenas 4 dias nos foram dado para que consigamos pensar nas melhores soluções para a situação dos vendedores ambulantes dos terminais”, reclamou.

O parlamentar lançou crítica ao secretário da pasta, José do Carmo, afirmando que como ex-vereador ele poderia “ter mais respeito à Casa Legislativa ao saber como funcionam os trâmites”. Ele complementou: “isso é um desrespeito não só com os vereadores, mas com todos os pais e mães de família que perderão seus trabalhos sem que tenhamos tempo de arrumar uma solução”, finalizou o vereador.

Foto: Érika Fonseca