O vereador Acrísio Sena (PT) utilizou nesta quinta-feira, 8, o tempo do Pequeno Expediente, para manifestar seu repúdio à decisão do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) pela extinção do Ministério do Trabalho.

Acrísio questionou a iniciativa, indagando ao Presidente eleito como ele terá mais eficiência em seu governo com menos equipe e menos pasta. “Com a extinção do Ministério do Trabalho onde ficaria a fiscalização? Iria para qual órgão? E o controle dos recursos que são geridos no Fundo de Amparo do Trabalhador, vai para onde? O FGTS será gerido com que finalidade?”, perguntou o vereador.

Foto: Érika Fonseca.